Banner prefeitura Covid
Coluna

Mulherio

Juba Maria

Juba Maria

Juba MariaJornalista formada pela UFRJ, mãe e poeta, trabalha como Assessora de Comunicação da Infraero. É uma das coordenadoras do projeto AMAi e dá palestras sobre Comunicação Não-Violenta.

21/06/2020 05h00
Por: Redação

Mulheres de fibra

As mulheres estão com tudo quando se trata de organização de manifestações em Uberaba. Um bom exemplo foi o ato realizado pelo Movimento Uberaba Antifascista, sábado, 13 de junho, em diversos pontos do Centro da Cidade. O sucesso foi tamanho que ganhou projeção na imprensa local e nacional e inspirou a realização de outro ato semelhante, realizado em Uberlândia, na última quarta-feira.

 

Chamando atenção

Em formato de performance, a proposta artística visava chamar a atenção dos transeuntes sobre as vítimas em decorrência da COVID-19, do feminicídio, da homofobia, do racismo e da violência policial, entre outros.

 

Simbolismo

Bonecos feito de garrafas e embrulhados em sacos de lixo simbolizavam os corpos e foram espalhados ao longo da  Praça Rui Barbosa e do Calçadão. “Nenhum cuidado do Governo com a população. Esse é o retrato de Uberaba e do Brasil”, escreveu o Movimento.

 

Defesa da Democracia

O ato foi idealizado pela diretora de teatro e militante do PSOL, Maíra Rosa, com ajuda de mulheres de diversos partidos e movimentos sociais. A proposta esperou chocar as pessoas e enfatizar a importância da conscientização da população a manifestar seu repúdio aos inúmeros ataques à vida, aos direitos do povo e à Democracia brasileira.

 

Pleitos

Outros atos estão previstos para ocorrer com o objetivo de defender o Meio Ambiente (contra o novo Plano Diretor), os direitos das mulheres em situação de violência doméstica e em defesa do piso salarial da educação.

 

Plano Diretor

Segundo os movimentos sociais da cidade, a Prefeitura Municipal de Uberaba, sob o pretexto de modernizar leis, estaria pressionando a Câmara Municipal de Uberaba  (CMU) a aprovar projetos já rechaçados pela sociedade, entre os quais, estaria a atualização do Plano Diretor. A minuta do novo plano teria sido criticada por técnicos especialistas que já teriam apontado “falhas e enviesamentos”.

 

Dados de Uberaba

Aliás, nem mesmo a pandemia impediu o aumento dos casos de violência doméstica registrados em Uberaba. Para se ter uma ideia, de janeiro a maio de 2020, foram registradas 1005 ocorrências, contra 986 do mesmo período do ano anterior.

 

Medidas Protetivas

No mesmo período, o número de medidas protetivas solicitadas por mulheres em razão de violência doméstica aumentaram consideravelmente, saindo de 176 para 270 solicitações. E três feminicídios já foram registrados em 2020, segundo dados da Polícia Civil.

 

Falhas

Apesar disso, Uberaba ainda não possui casas de abrigo e acolhimento a mulheres em situação de violência doméstica.

 

Incentivos para empresas

Enquanto a cidade não possui abrigo para mulheres e os casos de COVID-19 aumentam, os vereadores aprovaram, dia 18, uma renúncia feita a pedido da PMU de mais de R$470 mil reais em decorrência de doações de áreas e concessões de incentivos a empresas. Apesar da crise econômica, a CMU informa que os empreendimentos pretendem gerar mais 302 empregos, sem especificar detalhes sobre as vagas a serem geradas.

 

Enfermeira de luta

Outra mulher que tem lutado de forma incansável é a enfermeira Maria Sandra Siqueira, do Sindicato dos Enfermeiros e Enfermeiras do Estado de Minas Gerais. Em nova carta ao Prefeito Paulo Piau, ela pede, entre outros, “que seja estendido o horário de ônibus em todos os terminais até as 23h45min, pois são muitos os trabalhadores que findam ou iniciam jornada de trabalho após as 20 horas, não fazendo sentido a circulação dos ônibus apenas até este horário”.

 

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários