Política

Atualização do decreto 5555 proíbe consumo de bebida alcóolica nas ruas e praças

A reabertura de bares e restaurantes está autorizada a partir de segunda-feira das 10h às 22h

27/06/2020 05h00
Por: Júlio César de Oliveira
Está proibido o consumo de bebida alcóolica em ruas, praças, calçadas e bares e restaurantes - Foto: Divulgação
Está proibido o consumo de bebida alcóolica em ruas, praças, calçadas e bares e restaurantes - Foto: Divulgação

O prefeito Paulo Piau (MDB) baixou ontem um novo decreto, que na verdade é uma atualização do decreto 5555, já em vigência, autorizando a reabertura de bares e restaurantes a partir de segunda-feira (29) mas, com restrições. Já as academias seguem sem poder reabrir.

A reabertura de bares e restaurantes está autorizada a partir de segunda-feira das 10h às 22h, guardando as determinações do decreto que é de ocupação do local não superior a 30%, com duas pessoas no máximo por mesa e está terminantemente proibido o consumo de bebida alcóolica no local, seja no interior ou próximo ao estabelecimento, ou seja está proibido o consumo de bebida alcóolica nas ruas, calçadas e praças.

Menores de 12 anos não podem ir ao shopping, lojas, bares e restaurantes, mesmo acompanhada dos pais. O decreto recomenda que idosos só saiam de casa em extrema necessidade. Os revendedores de bebidas alcóolicas só podem funcionar até as 17h, mesmo horário do comércio que passa a abrir das 10h às 17h.

Onde houver aglomeração de pessoas a fiscalização irá agir com rigor. O durante seu pronunciamento sobre a atualização do decreto 5555, o prefeito Paulo Piau disse que a proibição de consumo de bebida alcóolica nos estabelecimentos é para evitar a aglomeração de pessoas.

Sobre a reabertura das academias, Piau declarou entender a situação dos empresários e que o Corpo Técnico irá avaliar a situação na próxima semana. Portanto as academias seguem fechadas.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários