Cidade

HC-UFTM aprimora a gestão de medicamentos

Sedativos, anestésicos e relaxantes musculares - diretamente ligados ao procedimento de intubação, comum em pacientes em estágios mais graves de Covid-19 - foram priorizados

28/06/2020 05h00
Por: Redação

 

O Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (HC-UFTM) tem investido em planejamento estratégico, desde o mês de fevereiro, como forma de se preparar para o cenário projetado para a saúde pública a partir da chegada do novo coronavírus ao país.

Para o chefe do Setor de Farmácia Hospitalar, Giuliano César Silveira, a atual experiência permitiu o aprimoramento na gestão de insumos como resultado de duas ações: antecipação de compras e gerenciamento de estoque conforme a previsão de demanda em um cenário epidemiológico assemelhado ao que se observava no exterior.

"Nosso objetivo tem sido minimizar impactos decorrentes da escassez de oferta em nível nacional, além de mitigar o aumento do custo operacional decorrente da variação nos preços desses produtos", explica Silveira.

Sedativos, anestésicos e relaxantes musculares - diretamente ligados ao procedimento de intubação, comum em pacientes em estágios mais graves de Covid-19 - foram priorizados em dois chamamentos públicos para compras realizados pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares - Ebserh - em abril. Esses processos atenderam a todos os hospitais universitários da rede, a partir de estimativas de consumo fornecidas por eles.

"A essa aquisição somaram-se os ganhos decorrentes da organização do trabalho administrativo na Farmácia do HC-UFTM, gerando uma situação de estoque adequada à necessidade da instituição, já prevendo a possibilidade de aumento de uso em decorrência da pandemia", avalia a chefe da Unidade de Dispensação Farmacêutica, Débora Campos Oliveira.

 

Política de empréstimos - Durante os últimos meses, devido à autonomia na gestão de recursos na Farmácia e de forma alinhada às políticas públicas para enfrentamento da Covid-19, foi possível inclusive colaborar com outros hospitais de Uberaba e da região, por meio do empréstimo de medicamentos.

O chefe do Setor de Farmácia Hospitalar alerta, contudo, que no atual momento os fármacos adquiridos pelo HC-UFTM "devem priorizar estritamente a assistência aos pacientes da instituição, de modo a prevenir um rompimento de estoque provocado pela persistência do desabastecimento de algumas substâncias em âmbito nacional".

No mesmo sentido, a gerente administrativa, Heloisa Shih, destaca que por atender casos de alta e média complexidade de toda a macrorregião Triângulo Sul de Minas Gerais, o Hospital de Clínicas tem dezenas de pacientes intubados, continuamente. "No dia 25 de junho, por exemplo, havia 62 pacientes nessa condição, demandando medicação similar àquela necessária para o tratamento da Covid-19 em UTIs", informa.

Por essa razão, o Hospital atualizou sua política de empréstimo de medicamentos ligados à assistência de Covid-19, embasado em recomendações da Ebserh. "Tal medida visa a resguardar o estoque de segurança determinado pelo Setor de Farmácia Hospitalar, considerando suas demandas habituais e os possíveis atendimentos de Covid-19", justifica a superintendente Ana Lúcia de Assis Simões.

"O eventual atendimento aos pedidos de empréstimo passa a obedecer aos seguintes critérios de prioridade, respectivamente: hospitais federais da rede Ebserh; hospitais públicos ou que atendem ao Sistema Único de Saúde e são referência para Covid-19 no município de Uberaba, e demais hospitais da cidade", Simões detalha. 

A superintendente ressalta, ainda, que as solicitações de empréstimo serão submetidas ao Setor de Farmácia Hospitalar para emissão de parecer técnico e que a decisão final será tomada pelo Colegiado Executivo do HC-UFTM.

 

 

2comentários
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários