Polícia

Homem é morto a facadas e corpo desovado no córrego Conquistinha

A localização do cadáver aconteceu no córrego "Conquistinha" às margens da BR-050 sentido Delta/Uberaba

08/07/2020 05h00
Por: Juliano Carlos
Corpo foi desovado no córrego pelos acusados do crime - Foto: Juliano Carlos
Corpo foi desovado no córrego pelos acusados do crime - Foto: Juliano Carlos

Policiais civis da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa da Polícia Civil (DHPP), estão à procura de criminosos que mataram um homem a facadas em Uberaba e desovaram o corpo em um córrego. 

A localização do cadáver aconteceu no córrego "Conquistinha" às margens da BR-050 sentido Delta/Uberaba, onde segundo informações da Polícia Militar, um homem passou pela ponte de madeira sobre o córrego e viu o corpo "boiando". Ele foi até a Base Comunitária da Polícia Militar na avenida Bandeirantes e relatou os fatos os policiais. 

Uma viatura da Patrulha Rural compareceu no local e constatou que o corpo estava dentro do córrego. A área foi isolada e uma equipe de salvamento do Corpo de Bombeiros, além do perito criminal João Tomizo Cardoso Sudo da perícia técnica da Polícia Civil foram ao local. O cadáver foi resgatado pelos bombeiros e durante os trabalhos técnicos da perícia, foi constatado que a vítima foi morta com várias facadas nas costas, no abdômen e na cabeça.

Os policiais militares fizeram levantamentos e identificaram o homem como João Batista Martins de 42 anos. Em seguida as equipes foram até a residência de familiares nas proximidades e durante conversas, eles descobriram que João foi visto por familiares no último sábado. Na sequência os policiais foram até a casa da vítima na rua Benevenuto Inácio de Souza e conversaram com a esposa dele. A mulher alegou que viu o companheiro também pela última vez no último sábado, quando ele chegou no local bastante transtornado e exigiu dinheiro e um aparelho de celular para pagar dívidas de drogas. A mulher não entregou o dinheiro e o eletroeletrônico e o acusado começou a empurrá-la. O filho dela que estava no local tentou intervir e foi enforcado por João Batista que saiu do local bastante transtornado e não foi mais visto.

O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) em Uberaba onde passou por necropsia e na manhã de ontem foi liberado para os familiares realizarem velório e sepultamento. Os policiais da DHPP continuam com as investigações para identificar e prender os acusados de mais um crime bárbaro registrado em Uberaba.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários