Polícia

Acusados de matar motociclista são presos pela Polícia Militar

O homicídio foi registrado na avenida Argemiro Coelho no bairro Margarida Rosa Azevedo (Volta Grande)

10/07/2020 05h00
Por: Juliano Carlos
Réplica de arma, drogas e munição foram apreendidas com os suspeitos - Foto: Juliano Carlos
Réplica de arma, drogas e munição foram apreendidas com os suspeitos - Foto: Juliano Carlos

Dois jovens acusados de matarem um motociclista Edson Roberto de Souza de 53 anos foram capturados pela Polícia Militar com uma réplica de arma drogas e munições. Outros dois suspeitos já foram identificados e continuam sendo procurados.

De acordo com informações do tenente coronel da Polícia Militar Breno Souza, após o crime os policiais iniciaram rastreamentos e levantamentos. Eles encontraram uma nota fiscal no interior do veículo abandonado na Univerdecidade que foi usado na fuga dos bandidos após o crime. As equipes PM foram no estabelecimento identificaram suspeitos que foram ao local estariam com veículo. Durante diligências eles abordaram o proprietário do carro que tinha feito um boletim de ocorrência relatando furto de automóvel, mas os bandidos foram no comércio antes da queixa do crime. Ao ser questionado, ele entrou em várias contradições e disse que entregou o veículo aos suspeitos, procurou a polícia e fez o registro do boletim de ocorrência para que pudesse receber o dinheiro do seguro, pois estava com dificuldades financeiras. O acusado de estelionato e falsa comunicação de crime foi preso em flagrante. Os policiais continuaram as diligências foram em residências nos bairros os bairros Rio de Janeiro e prenderam os dois acusados de participação no crime identificados como D.P.R., e R.A.S.F., ambos de 20 anos e durante buscas foi encontrada uma réplica de arma, além de drogas e munição. 

 O assassinato-  O homicídio foi registrado na avenida Argemiro Coelho no bairro Margarida Rosa Azevedo (Volta Grande), onde a vítima Edson Roberto de Souza de 53 anos estacionou motocicleta BMW 1200 cilindradas na porta de um estabelecimento. Ele foi abordado pelos dois bandidos armados que anunciaram assalto e atiraram contra a vítima.  Edson chegou a ser socorrido por policiais militares e equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas morreu minutos após dar entrada no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM). Os bandidos fugiram em um veículo Hyundai HB20 de cor branca que foi "peça chave" para a identificação e localização dos criminosos. 

Os acusados de latrocínio detidos foram levados até a delegacia e apresentados ao delegado de plantão Carlos Eduardo Gessy que confirmou as prisões. Na manhã de ontem eles foram encaminhados para a penitenciária, onde permanecem a disposição da Justiça. 

 O delegado que investiga o caso Luiz Tortamano conversou com a reportagem do JORNAL DE UBERABA e disse que durante o depoimento o acusado R., confessou participação no crime e delatou os outros comparsas. A autoridade policial disse ainda que as investigações continuam e os dois suspeitos identificados, ainda estão sendo procurados e serão intimados, “ nós vamos dar continuidade na investigação, verificar qual a participação de cada suspeito representar contra eles na justiça pelo crime de latrocínio, caso condenados a pena pode chegar até 30 anos”, finalizou Tortamano. 

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários