Coluna

Lions Clubes

Clubes de serviço

Clubes de Serviço

Clubes de ServiçoClubes de Serviço

12/07/2020 05h00
Por: Redação
Instituição não mede esforços para amenizar o sofrimento de pessoas socialmente vulneráveis nesta pandemia
Instituição não mede esforços para amenizar o sofrimento de pessoas socialmente vulneráveis nesta pandemia

LBV leva esperança a famílias do Triângulo

A Legião da Boa Vontade (LBV) tem intensificado suas ações para socorrer famílias socialmente vulneráveis afetadas pela pandemia do novo coronavírus. No Triângulo Mineiro, mesmo com a suspensão temporária de suas atividades, a LBV não parou o seu trabalho e continua amparando os atendidos em seus serviços e programas socioassistenciais, provendo-os com cestas de alimentos para que não passem fome e se previnam da Covid-19 durante o período de isolamento social.

Para quem já vivia com poucos recursos antes desse vírus chegar ao Brasil, esse socorro da LBV não só garante as refeições por alguns dias, como também afasta o medo de não ter o que comer na necessária quarentena.

Marly Gomes e o esposo moram em Patos de Minas e estão desempregados. A neta, atendida pela LBV, também reside com o casal. Neste momento desafiador, a família continua recebendo a ajuda da Instituição. “Fiquei muito feliz em receber as cestas da LBV, que tem me ajudado muito neste período de dificuldades em que estamos em casa. Que Deus abençoe todos vocês”, disse.

Moradora de Uberaba, Kellen Alessandra da Silva não escondeu a felicidade ao receber a cesta de alimentos. Com a pandemia, ela e o marido estão impossibilitados de trabalhar e garantir o sustento de casa. Os três filhos, por precaução, também estão em casa. A doação da LBV vai amenizar o sofrimento da família. “O meu maior medo é ficar sem o pão de cada dia. Cuidar de três filhos não é nada fácil. No momento, a gente não tem como ficar comprando as coisas. Tenho uma gratidão imensa à LBV por ter acolhido a Jenifer. Quando veio para a LBV, ela era muito nervosa, mas melhorou muito nesses dois anos.”

Além de Jenifer, Kellen tem ainda uma filha, que é autista. Segundo a mãe, o trabalho da Instituição fez com que o relacionamento entre as crianças melhorasse. “[As educadoras sociais] foram conversando com ela, e os trabalhos feitos ajudaram muito. Que continuem com esse trabalho. Eu agradeço muito!.”

Com a ajuda de Deus e com a Solidariedade e a união de todos, venceremos mais esse desafio coletivo. Faça parte desta corrente solidária fazendo a sua doação pelo site www.lbv.org.br. Acompanhe as ações realizadas pela LBV em prol das famílias aqui em nosso site e nas páginas da Instituição no Facebook e no Instagram.

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários