Polícia

Policiais civis em Uberaba manifestam contra o governo

Em entrevista a reportagem do JORNAL DE UBERABA, o Delegado de Polícia Civil Ciro Moreira, relatou que os policiais civis estão sendo prejudicados

15/07/2020 05h00
Por: Juliano Carlos
Dezenas de policiais civis protestaram ontem na porta da delegacia - Foto: Juliano Carlos
Dezenas de policiais civis protestaram ontem na porta da delegacia - Foto: Juliano Carlos

Assim como ocorreu em várias cidades do estado, dezenas de policiais civis que trabalham em Uberaba fizeram uma manifestação na porta da 15ª Delegacia de Polícia Civil na manhã de ontem. 

Os policiais cantaram o hino nacional, o hino da instituição e proferiram palavras de ordem. Eles protestaram contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC 55/2020), feita pelo governo estadual que altera o sistema de previdência social dos servidores públicos civis e está aguardando parecer em comissão. 

Em entrevista a reportagem do JORNAL DE UBERABA, o Delegado de Polícia Civil Ciro Moreira, relatou que os policiais civis estão sendo prejudicados e tratados de forma diferente dos policiais militares nessa proposta e isso poder ser prejudicial aos policiais e a sociedade mineira. Ele ainda alegou que nessa PEC estão incluídas propostas prejudiciais aos policiais sobre o tempo e benefício de aposentadoria dos policiais civis, além do corte no caso de pensão de morte para familiares de policiais (caso o policial morra).

Ciro ainda ressaltou que esse “pacote” está sendo votado em um período de pandemia, onde várias atividades estão paralisadas, a votação desse “pacote da maldade” não pode acontecer nesse período de pandemia, o projeto deve ser analisado de forma democrática e contar com avaliação dos funcionários públicos que são as pessoas mais interessadas”, finalizou Moreira.

Segundo a delegada Sandra Wazir esse projeto está prejudicando a classe policial que desempenha funções bem diferentes do setor administrativo do Estado. Ela alegou que os policiais estão sendo prejudicados com essa proposta e caso necessário vão para Belo Horizonte participar de uma manifestação estadual contra o governo do estado, “caso essa PEC seja votada, vamos até Belo Horizonte sim fazer manifestações e buscar todos os nossos direitos”, finalizou Wazir. 

 

1comentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários