Coluna

Política

Bastidores

18/07/2020 05h00
Por: Redação

NO SEGUNDO TURNO

Induvidosamente, o grupo político de sustentação do prefeito Paulo Piau (MDB) não se entende, e nascem três candidaturas à sucessão, ambas com reais chances de figurar no segundo turno.

 

PSL/PSD

A pré-candidatura do deputado estadual Heli Andrade possui a benção da executiva estadual e de boa parte do agronegócio, comandada pela elite uberabense da cidade. Ainda, buscam formar bloco com o PP, Podemos e Democratas.

 

PTB

A pré-candidatura de Tony Carlos ganhou simpatia da população uberabense. Todos são unanimes em declarar que “Tony ama Uberaba”, tendo Rodolfo Luciano (Turkinho) articulando com todos os partidos políticos e lideranças.

 

CONCLAVE MDBISTA

Os cardeais do MDB vêm discutindo diariamente o rumo do partido, uns defendem que o MDB indique o vice do Tony, outros do Grilo, e ainda, uma candidatura própria, isso saberemos quando a fumaça branca sair.

 

3º COLOCADO

No eventual segundo turno das eleições, o terceiro colocado terá uma força muito grande de articulação. Pro lado que escolher poderá definir o prefeito.

 

AUTONOMINA AO PSD DE UBERABA

O mundo político uberabense parou para escutar a entrevista do senador Carlos Viana (PSD) em tradicional rádio uberabense, questionado sobre interferência no PSD Municipal. Quanto as eleições municipais, Viana assegurou que a comissão provisória possui autonomia para seguir seu caminho.

 

PROJETO 2022

O senador Carlos Viana (PSD) confirmou a notícia já publicada na coluna BASTIDORES de que o PSD terá Marcos Montes como candidato a deputado federal.

 

MEU IRMÃO

Todos perceberam o carinho admiração e respeito do senador Carlos Viana com o vereador Samuel Pereira (MDB), afirmando que “Samuel é meu irmão!”, companheiro de primeiro momento de grandes caminhadas.

 

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL

O Ministério Público Federal divulgou nota ontem, negando a existência de pedidos de busca e apreensão no escritório de advocacia de Rosângela Moro, mulher do ex-ministro da Justiça Sérgio Moro.

 

SEGUE MENTINDO

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) criticou duramente o ex-juiz Sérgio Moro por sua conduta enquanto atuava à frente da Operação Lava Jato em Curitiba, que acabou condenando e prendendo Lula em abril de 2018 pelo caso do triplex do Guarujá. Segundo o petista, Moro teria “mentido o tempo inteiro” e “segue mentindo até hoje”.

 

ELE FICA

O prefeito Bruno Covas (PSDB) decidiu manter o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) no cargo de coordenador do seu plano de governo à reeleição. Como mostrou o Estadão, a escolha desagradou a tucanos ligados ao governador João Doria e até aliados do prefeito, que temem o impacto negativo na campanha municipal após o indiciamento do ex-governador na quinta-feira, 16, pela Polícia Federal, por corrupção passiva, falsidade ideológica eleitoral e lavagem de dinheiro.

 

PEDE PARA SAIR

Nos bastidores, o grupo ligado ao governador de São Paulo, João Doria (PSDB), já resistia ao nome de Alckmin antes do indiciamento nessa quinta-feira, 16. Agora, a expectativa até entre interlocutores e auxiliares do prefeito é de que o ex-governador tome a iniciativa de desistir do posto.

 

SEM REVEILLON

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), anunciou ontem que o governo municipal não organizará neste ano a tradicional festa de Reveillon na avenida Paulista na virada do dia 31 de dezembro de 2020 para 1º de janeiro de 2021 por causa da pandemia de Covid-19, doença respiratória causada pelo novo coronavírus.

 

75 MILHÔES

A Justiça Federal determinou a transferência de R$ 75,4 milhões, obtidos em acordos de colaboração premiada, repatriação de valores e renúncias voluntárias no âmbito da Operação Lava Jato, de volta aos cofres de instituições lesadas por esquemas de corrupção.

 

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários