Coluna

Cinema

Guido Bilharinho

Guido Bilharinho

Guido BilharinhoAdvogado em Uberaba e autor de livros de literatura, cinema, estudos brasileiros, História do Brasil e regional.

22/07/2020 05h00
Por: Redação

 

O CINEMA DOS EE.UU.:

FILMES MUITO BONS

 

A classificação dos filmes realizados nos Estados Unidos, abrangendo os muito bons, ótimos e obras-primas, prossegue no livro O Cinema dos EE.UU.: Filmes Muito Bons com o rol das películas consideradas muito boas, que, em qualquer seleção, implica em pequenas e sutis diferenças das tidas e havidas como ótimas, conforme os respectivos textos analíticos ora publicados deixam antever.

Não se tem nesse afazer seletivo, e nem se poderia ter, a intenção e, muito menos, a pretensão de que essa e as demais listagens tenham o condão da infalibilidade, constituindo a palavra definitiva sobre o assunto, incabível em qualquer circunstância.

Ao contrário. Toda seleção desse tipo (mesmo da usual amostragem da média de diversas opiniões), caracteriza-se pelo relativismo de suas proposições imposto pelos limites da subjetividade, cultura, informação, assistência de maior ou menor número de filmes e tutti quanti condiciona o selecionador.

Mesmo assim, todas essas seleções compõem repertório de indicações e orientações úteis (e até mesmo necessárias) para quem se interessa pela arte cinematográfica, mormente, como é o caso, quando acompanhadas de textos analítico-judicativos que externam e apontam razões e motivos de cada escolha.

Os referidos textos – abrangendo comédia, dramas, westerns, musicais, filmes de guerra, policiais, suspenses e terror – são extraídos de diversas obras que compõem a coleção “Ensaios de Crítica Cinematográfica”, editada em papel em Uberaba/Brasil de 1999 a 2017 e, eletronicamente, no blog Guido Bilharinho, desde setembro de 2017, compreendendo, no que tange ou se refere ao cinema estadunidense, no primeiro caso (livros físicos), O Filme de Faroeste (2001), Clássicos do Cinema Mudo (2003), A Segunda Guerra no Cinema (2005), O Filme Musical (2006), O Drama no Cinema dos Estados Unidos (2008) e o Cinema de Hitchcock e Woody Allen (2017), e no segundo (livros eletrônicos), Guerras no Cinema (nov/2018), Filmes de Terror (fev/2019), Filmes de Ficção Científica (março/2019), Filmes Policiais (maio/2019), Filmes de Faroeste, Históricos, de Aventuras e Comédias (julho/2019) e Filmes dos EE.UU. dos Anos 1990 (nov/2019).

O valor, a importância e a influência do melhor cinema dos Estados Unidos, não obstante o geral convencionalismo, conquanto competente, de sua linguagem, são imensos, perenes e indiscutíveis, como se pode aquilatar nas análises e avaliações procedidas nas películas objetos dos artigos a elas referentes, compondo o livro O Cinema dos EE.UU.: Filmes Muito Bons, encontrável no blog, acima citado, http://guidobilharinho.blogspot.com/, tendo, só nos EE.UU., até o momento, mais de 5.100 (cinco mil e cem) acessos.

 

__________________

Guido Bilharinho é advogado em Uberaba e autor de livros de literatura, cinema, fotografia, estudos brasileiros, História do Brasil e regional editados em papel e, desde setembro/2017, um livro por mês no blog https://guidobilharinho.blogspot.com.br/

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Uberabaonline1
Blogs e colunas
Últimas notícias
Mais lidas