Turismo

Na contramão do decreto municipal, Grupo diRoma mantém empreendimentos turísticos fechados em Caldas Novas

Com a "coronacrise"em andamento, o Grupo diRoma opta por investir na modernização de hotéis enquanto traça os planos para reabertura dos Condomínios Hoteleiros e Acqua Park Splash

25/07/2020 05h00
Por: Redação

Para os turistas, empresas e profissionais do turismo, a expectativa

para a retomada das atividades ligadas ao setor em Caldas Novas (GO) só

acabou após mais de 100 dias com empreendimentos de portas fechadas. A

exceção ficou por conta do Grupo diRoma que, embora engrosse o coro em

prol da reabertura dos empreendimentos, os manteve fechados e postergou

o início da retomada para 28 de agosto.

 

Para o Superintendente do Grupo diRoma, Aparecido Sparapani, embora a

crise esteja impactando duramente a rede de 13 empreendimentos

hoteleiros do grupo, há fôlego para estender a pausa nas atividades e

para investir em melhorias para aumentar a atratividade junto aos

clientes pós isolamento social. "Com a reformulação do restaurante do

Thermas diRoma em andamento vimos como acertada a decisão de

postergarmos a abertura para dia 28 de agosto para entregar algo novo

para os hóspedes. Somente em 2021 reabriremos o hotel Roma, que

passará por uma reformulação durante todo esse 2º semestre de 2020",

explica o executivo.

 

Enquanto os hotéis já estavam autorizados a funcionar em Caldas Novas,

os Condomínios Hoteleiros, Apart Hotéis ou Condo Hotéis permaneceram

na expectativa de um novo decreto que autorizasse a reabertura, esse

publicado no último dia 20. A decisão libera para a partir de 1º de

agosto, mas a data ainda não é a confirmada pelo Grupo diRoma para a

retomada nesses empreendimentos. "Vamos elaborar e colocar em prática o

melhor plano para receber nossos hóspedes, com data a definir. Tanto os

Lacqua diRoma I, II, III, IV e V, Exclusive, Villas diRoma, Império

Romano, diRoma Resort e Fiori, que são os Condomínios da rede, quanto

o Thermas diRoma, o hotel que reabriremos em agosto, deverão cumprir a

taxa limite para ocupação de 50% presente em decreto nesse início da

retomada", pontua.

 

O momento é do turismo nacional

 

Viagens curtas para destinos mais próximos e com atrações outdoor

para todas as idades é uma tendência apontada por especialistas para

esse momento pós isolamento social. Ainda que tímido nas primeiras

semanas após flexibilização, o movimento esperado pelo Grupo diRoma

é justamente desse público, por isso, os preparativos entregam mais

que protocolos de higienização e medidas de distanciamento entre

visitantes. "Estudamos bem como dinamizar nossos preços, mesmo nessa

fase de custos maiores de manutenção, e o resultado serão promoções

para este ano ainda e o tarifário padrão inalterado para 2021.

Colocamos em prioridade manter preços convidativos para que os clientes

tenham a chance de aproveitar nosso melhor sem prejudicar seu

orçamento, tudo isso sem perder a qualidade e implementando as medidas

adicionais necessárias para oferecer mais segurança a quem frequenta

nossos hotéis e parques aquáticos", finaliza Sparapani.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários