Banner prefeitura Covid
Agronegócio

Associação de Girolando encerra 1º semestre com aumento no número de Registro Genealógico e de associados

O número de Registros Genealógicos efetuados em rebanhos de todo o país foi de 46.790, entre janeiro a junho, um crescimento de 4,26% em comparação ao mesmo período de 2019 e de 21,21% em relação a 2018

07/08/2020 05h00
Por: Redação

O primeiro semestre de 2020 foi de crescimento para a Associação

Brasileira dos Criadores de Girolando. O número de Registros

Genealógicos efetuados em rebanhos de todo o país foi de 46.790, entre

janeiro a junho, um crescimento de 4,26% em comparação ao mesmo

período de 2019 e de 21,21% em relação a 2018.

Separando esse volume por categoria, o desempenho foi o seguinte: 12.430

registros de CGD - GD (Genealogia Desconhecida); 16.538 registros de

CGD/RGD - GC (Genealogia Conhecida); 17.822 registros de CGN/RGN

(Registros de Nascimento).

De acordo com o coordenador operacional do Serviço de Registro

Genealógico da Raça Girolando (SRGRG), Edivaldo Ferreira Júnior, esse

crescimento pode ser atribuído a fatores de mercado e ações de

incentivo promovidas pela Girolando. "O momento que vivemos na cadeia

produtiva do leite, com aumentos consecutivos no preço do leite pago ao

produtor e as perspectivas de novos aumentos, está refletindo na

procura pelo serviço de registro. Os preços dos animais também estão

em elevação", explica o coordenador do SRGRG.

Segundo ele, há uma grande procura por bovinos mais especializados para

produção de leite. "Mesmo os produtores que ainda não são associados

da Girolando estão buscando animais que tenham genealogia conhecida, o

que aquece o mercado e gera demanda pelos serviços da Associação",

diz Edivaldo Júnior. Uma das ações desenvolvidas no primeiro semestre

pela entidade foi a campanha de novos associados, que ofertou desconto,

atraindo 150 novos criadores para os quadros associativos da Girolando,

que hoje conta com quase 4 mil associados. Também foram concedidos

descontos em determinadas categorias de registro, com descontos

progressivos de acordo com o volume de exemplares registrados no

rebanho, além de descontos em multas.

  A expectativa da entidade é encerrar 2020 com um crescimento em torno

de 7%, somando todas as categorias. No ano passado, o total de registros

foi de 81.412. De acordo com o presidente da Girolando, Odilon de

Rezende Barbosa Filho, a entidade vem investindo para oferecer aos

associados ferramenta de seleção capazes de acelerar o melhoramento

genético dos rebanhos. “O Brasil está bem próximo de atingir a

autossuficiência na produção de leite. Isso só reforça o relevante

papel do associado da Girolando dentro da cadeia produtiva do leite,

principalmente se levarmos em conta que 80% do leite produzido no País

vem de rebanhos Girolando”, assegura o presidente.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários