PMU
Emprego

Uberaba mostra recuperação e gera 314 empregos formais

Os dados foram divulgados pelo Ministério da Economia

24/08/2019 06h00
Por: Redação
O setor de agropecuária foi o principal responsável no bom desempenho do município, seguida da construção civil
O setor de agropecuária foi o principal responsável no bom desempenho do município, seguida da construção civil

Maria das Graças Salvador

 

Uberaba gerou um saldo positivo de 314 vagas com carteira assinada no mês de julho, resultado de 3.285 contratações contra 2.971 demissões, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados ontem, pelo Ministério da Economia. Isso resulta em uma variação de 0,40% e demonstra que o município está recuperando. Nos últimos sete meses Uberaba gerou 22.171 vagas formais contra 22.170 demissões e saldo de 1 vaga.  Em 12 meses foram 36.750 contratações contra 36.746 desligamentos e saldo positivo de 4 vagas. 

O saldo positivo de Uberaba se deve aos setores de agropecuária, que gerou 295 contratações contra 132 demissões e deixando saldo positivo de 163 vagas; construção civil, com a contratação de 437 trabalhadores e 320 desligamentos e saldo de 117 vagas.

A indústria de transformação gerou saldo de 65 vagas, resultado de 638 contratações contra 573 demissões. Também o setor extrativa mineral deixou saldo positivo em julho, resultado de 35 contratações e 4 demissões. 

Já os setores de comércio (com 715 contratações e 769 demissões e saldo de -54) e serviços (1.154 admissões e 1.165 demissões e saldo de -11) fecharam o mês com saldo negativo.

 

Geral - O Caged aponta que Minas Gerais criou 10.609 novas vagas em julho, totalizando 99.946 postos de trabalho de janeiro até agora. Em julho foram 163.889 contratações no Estado e 153.280 demissões.

Já o mercado de trabalho brasileiro criou 43.820 empregos com carteira assinada em julho, resultado de 1,331 milhão de admissões e 1,287 milhão de demissões. O resultado ficou abaixo do registrado em julho de 2018, quando houve abertura líquida de 47,319 vagas, na série sem ajustes.

No acumulado de janeiro a julho de 2019, o saldo do Caged foi positivo em 461.411 vagas, o melhor desempenho para o período desde 2014, quando a abertura de vagas chegou a 632.224 postos, na série com ajustes. Em 12 meses até julho, houve abertura de 521.542 postos de trabalho.

No país, o resultado do mês foi puxado pelo setor de construção civil, que gerou 18.721 postos formais, seguido pelo setor de serviços, que abriu 8.948 vagas de trabalho, ao contrário de Uberaba que registrou saldo negativo.

Também tiveram saldo positivo em julho a indústria de transformação (5.391 postos), comércio (4.887 postos), agropecuária (4.645 postos), extração mineral (1.049 postos) e serviços industriais de utilidade pública (494 postos). Já a administração pública registrou o fechamento líquido de 315 vagas no mês passado.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias