PMU
Aécio Neves

Foi uma vitória da democracia, diz Aécio Neves

A Executiva Nacional do PSDB arquivou dois pedidos de expulsão contra o deputado federal Aécio Neves (MG)

25/08/2019 06h00
Por: Redação

A Executiva Nacional do PSDB arquivou, quarta-feira (21), dois pedidos de expulsão contra o deputado federal Aécio Neves (MG).

Em entrevista Aécio Neves afirmou que o partido tomou uma decisão serena, democrática. “Não há aqui vitoriosos e vencidos. É uma decisão que respeita não apenas aquilo que prevê o estatuto, mas a história daqueles que construíram o PSDB. Ninguém perde neste episódio. Acho que isso permitirá que o PSDB cumpra o seu papel de um partido de centro, um partido com grave preocupação social e que pode voltar a ser protagonista no processo político brasileiro. Essas questões jurídicas serão todas esclarecidas no seu tempo. Tenho enorme orgulho do papel que desempenhei ao longo de toda a minha vida e, inclusive, nos quase cinco anos que fui presidente do PSDB. E as de sempre: dentro da lei e em defesa dos interesses do partido”, afirma o deputado.

Segundo ele, a decisão, da forma como foi tomada, com apenas quatro votos contrários, é uma demonstração de que o PSDB quer virar essa página. “O PSDB sabe da sua responsabilidade e se constrói um projeto de país e até mesmo um projeto presidencial, falando em ideias, apresentando propostas ao país. E é isso que todos esperamos dos principais líderes do PSDB.”

Para o deputado, “a política tende muito a ter análises maniqueístas. Ou se ganha ou se perde. Não, uma proposição a meu ver inadequada foi feita, claramente com uma percepção eleitoral e o partido simplesmente disse que aqui existem regras. E essas regras é que vão fortalecer qualquer que seja o candidato do partido. O governador Dória tem qualidades. Obviamente que é um projeto ainda em construção, vai passar substancialmente pelo êxito da sua administração em São Paulo, pela qual nós torcemos”, observa.

Aécio Neves acredita que o que está acontecendo é a radicalização da política. “É hora de lambermos as feridas, olharmos pra frente e percebermos que nesse quadro tão radicalizado da política, com tantos desatinos que estamos assistindo, uma oposição que continua com as mesmas ideias de 30, 40 anos atrás, de um governo que ainda não compreendeu a dimensão do seu papel de presidir o país, e não um gueto do país e não uma parcela apenas do país.

Há um espaço enorme para que o PSDB reassuma o papel de protagonismo. Tenho certeza de que outras forças da sociedade, outras forças políticas vão se somar a esse projeto, desde que ele seja feito com menos rancor no coração e com mais amor a se distribuir a todos. Não me lembro de nenhuma das reuniões, desde quando eu presidi o partido, ter tido um quórum como este. O partido tem 32 membros na sua Executiva. Quase a totalidade deles hoje presentes e apenas quatro votos que eu respeito, inclusive de pessoas com as quais tenho relação pessoal, até de amizade, e cada um aqui fez o seu posicionamento com absoluta clareza. Acho que é uma vitória não apenas da democracia. É a vitória de uma nova etapa na vida partidária. Vamos olhar para frente. Vamos construir propostas para o Brasil. Vamos gerir bem as nossas prefeituras, os nossos governos e voltar se o que sempre fomos: protagonistas no Brasil”, finaliza Aécio Neves.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias