Artigo

Aluizio Cezar Valladares Ribeiro

Servidor público / economista

Reflexões

ReflexõesArtigos diários

03/10/2020 05h00
Por: Redação

Torcedor Colorado

O gol! Que explosão de vibrações das mais diversas formas. Uns choram, outros pulam e uns ainda permanecem quietos, quase que não acreditando, botam a mão no coração e pensam assim – “será que vou aguentar tanta emoção? Será que tem um desfibrilador aqui?” 

Eita saudade de ver meu Colorado entrar em campo! Saudade que desperta mais saudades! 

Aquela peja de continuidade do sentimento da razão embebecida com a emoção nos faz refletir como podemos gostar tanto de um clube assim, e uma pandemia que a tudo dilacerou, não retarda o sangue mesclado à camisa. Sou colorado e a cor já se impera. A boa querência a agremiação é uma coisa fantástica, basta lembrar daquela torcida ao adentrar o estádio, confiante, altaneira e singular, pois é a do meu clube de coração, e como tal, toda ela pensa como eu, amante inveterado do Glorioso.

Torcedor que sou, pude de alguma forma contribuir para com o clube, prestar meus serviços profissionais, mas, mais que gratificante é poder conviver com homens que procuram ajudar a levar no nome desta agremiação, o sentido de valoração a esta cidade, pois dela nasceu o Glorioso. 

Estes Homens que procuram dar uma nova conotação de trabalho voltado ao profissionalismo, o meu reconhecimento e gratidão.

Contudo, quando se adentra àquele gramado o Uberaba Sport Club é uma coisa contagiante e vibrante, é de pura energia que se torna egrégora, pois no meio daquilo tudo há de se notar o quanto interessante é ver várias pessoas com suas enormes diferenças demonstrando em um mesmo ordenamento sua forma de seleção e de escolha a uma agremiação, e isto, ninguém explica o porquê de se gostar, mas apenas a escolha a peito aberto.

A importância maior não está em participar, apoiar, comprar o ingresso, pular, torcer, “xingar”, sair do estádio alegre ou triste, mas sim e forçosamente em energia, o reconhecimento dos atletas do amor que esta torcida tem para com o Uberaba Sport Club.

O torcedor não quer apenas o profissional do esporte, quer aquele que se identifica com o clube no desempenho de suas funções, seja ela na forma mais primitiva, a da garra, que nada mais é que a dedicação.

Sabemos que a dificuldade encontrada em cada partida será um retrato da dinâmica do jogo, pois estão ali condicionantes de difícil avaliação para muitos – esquema tático, físico, técnico, direção de grupo, insatisfações e frustrações pessoais, etc...

Espero que os atletas que já assinaram e os que virão, possam notar a grandeza desta torcida, considerada por todos, um verdadeiro patrimônio do clube, e, que as cores que representarão, são todos os corpos e veias de seus torcedores.

Não quero aqui apenas destacar a minha satisfação de ser um torcedor, mas deixar claro a importante missão que nossos jogadores terão em representar todas aquelas pessoas que certamente estarão liberadas para ir ao estádio, porque não serão apenas os resultados que avaliaremos, mas sim a conduta de Homens que incorporam em suas camisas, todo sangue dos torcedores colorados.

 

Aluizio Cezar Valladares Ribeiro – Servidor público / economista – [email protected]

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários