Nacional

Bolsonaro e Marito se encontram na Ponte da Amizade para reabrir fronteira, dia 15

Ligação está fechada desde 18 de março

11/10/2020 05h00
Por: Redação
Foto: Reprodução/Istoé
Foto: Reprodução/Istoé

O Palácio do Planalto confirmou que a Ponte da Amizade, entre Foz do

Iguaçu (PR) e Ciudad del Este (Departamento paraguaio de Alto Paraná)

fechada há quase sete meses em decorrência da pandemia da covid-19,

será reaberta no próximo dia 15. A principal ligação entre os dois

países está bloqueada desde 18 de março deste ano.

 

A reabertura será feita durante ato simbólico, nas proximidades das

aduanas entre os dois países, com as presenças dos presidentes do

Brasil, Jair Messias Bolsonaro, e do Paraguai, Mario Abdo Benítez, o

"Marito".

 

Ambos estarão acompanhados de comitiva. Do Brasil estão confirmadas a

vinda do ministro de Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, e do ministro

de Minas e Energia, Bento Costa Lima Leite de Albuquerque.

 

Por questões de segurança, a solenidade devera ser restrita. A

população poderá acompanhar a solenidade nas imediações (ou por

meio de transmissão on-line). Na mesma data, também devem ser

reabertas as fronteiras de Ponta Porã (MS) com Pedro Juan Caballero

(Paraguai) e de Mundo Novo (MS) com a cidade paraguaia de Salto del

Guairá.

 

A agenda a Foz inclui visita à Ponte da Integração, entre Foz do

Iguaçu e Presidente Franco, vizinha a Ciudad del Este. A construção

que está avançada, mais de 40% concluída, é financiada pela margem

brasileira da usina de Itaipu.

 

Os detalhes do encontro dos dois mandatários estão sendo discutidos. A

agenda poderá sofrer alterações. As medidas sanitárias estão em

análise pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e

pelo Ministério da Saúde. As fronteiras de Ponta Porã com Pedro Juan

Caballero e de Mundo Novo com Salto del Guairá também devem ser

reabertas.

 

A reabertura da Ponte da Amizade virou um clamor popular. Os paraguaios

foram às ruas inúmeras vezes protestar para que a ligação fosse

liberada.  No lugar do "fiquem em casa", "voltar a viver". Esse é o

apelo dos moradores do país vizinho.

 

Sinal verde em live

 

O anúncio da reabertura da fronteira mediante todos os protocolos de

segurança foi feito no dia 2 de outubro. Foi um dia depois de o

presidente Bolsonaro divulgar em sua live tradicional no último dia 1º

que se encontraria com o presidente do Paraguai para debater a possível

reabertura da Ponte da Amizade. Acompanhado pelo ministro da

Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, o presidente afirmou: "Foz do

Iguaçu está bombando".

 

Na ocasião, o presidente também voltou a comentar sobre as obras

estruturantes financiadas pela Itaipu na região, sob a administração

do diretor-geral brasileiro, general Joaquim Silva e Luna.

 

Elogios à administração Silva e Luna

 

"[A] segunda ponte de Foz [Ponte da Integração Brasil - Paraguai]

está 40% executada, fora a ampliação do Aeroporto de Foz do Iguaçu",

disse Freitas. "Foz do Iguaçu está bombando", reforçou o ministro em

sua fala.

 

"[Com] 40% da obra executada, eles estão trabalhando em três turnos,

é uma obra bonita de ver. Vale a pena", concluiu.

 

Na live, Bolsonaro perguntou ao ministro: "Vamos dar uma chegada lá?".

"Quem sabe neste dia [da reunião com o presidente paraguaio] a gente

vá à Ponte da Amizade para depois ir à outra ponte", ressaltou o

presidente.

 

Os investimentos de Itaipu em obras de infraestrutura somam cerca de R$

1 bilhão. Nesse pacote estão a segunda ponte, a perimetral leste e a

duplicação do trecho de 8,7 Km da 469, a Rodovia das Cataratas - uma

das principais reivindicações da população e que vai garantir o

grande salto de qualidade para Foz do Iguaçu se tornar num grande hub

logístico, já que o aeroporto internacional também está passando por

melhorias. O terminal está passando por uma ampliação da pista de

pouso e decolagem.

 

O pacote de obras da Itaipu inclui ainda, finalização do mercado

municipal, revitalização do Gramadão da Vila A num parque de lazer,

construção de ciclovias e pistas de caminhadas e a transformação da

Vila A no primeiro bairro inteligente do Brasil.

 

Quarta vez em Foz em menos dois anos, segunda em 2020

 

Esta será a segunda vez que Bolsonaro vem a Foz neste ano. A última

foi no dia 27 de agosto. Na ocasião, ele participou do lançamento da

pedra fundamental da duplicação de um trecho de 8,7 KM da BR-469, a

chamada Rodovia das Cataratas, cujas obras devem ter início no primeiro

trimestre de 2021. No ano passado, o presidente visitou a fronteira no

dia 26 de fevereiro, durante a posse do general Joaquim Silva e Luna

como diretor-geral brasileiro de Itaipu. No dia 10 de maio de 2019, ele

retornou à cidade para o lançamento da pedra fundamental da segunda

ponte.

 

Foz contra a covid-19

 

Foz do Iguaçu tem adotado todos os protocolos sanitários em função

da pandemia. Itaipu criou uma ala de Unidade de Terapia Intensiva (UTI)

no Hospital Ministro Costa Cavalcanti, mantido pela usina, e investiu

mais de R$ 15 milhões nesta unidade e na compra de insumos,

equipamentos e testes para aplicar na população. No total, os recursos

contra a covid-19 chegam a R$ 25 milhões na região Oeste do Paraná,

considerando ainda a contratação de 730 bolsistas da área de saúde e

outras iniciativas como a concessão de auxílio eventual.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários