Coluna

Pet News

Marcos Moreno

Marcos Moreno

Marcos MorenoSou Marcos Moreno, comunicador com vários anos dedicados ao trabalho de colunista e assessor de imprensa. Há alguns anos com trabalho na mídia impressa e eletrônica voltado para os animais, notadamente pets.

15/10/2020 05h00
Por: Redação

Beijo de cachorro! 

Para a alegria de alguns e desespero de outros, alguns cães não podem ter acesso ao rosto do tutor que logo lhe dão uma lambida! É o famoso beijo de cachorro.

Enquanto alguns não se importam e até recebem o gesto com alegria, outros ficam receosos de que o carinho esteja acompanhado de muitas bactérias. Nessas horas, vale fechar os olhos, comprimir os lábios e até virar o rosto.

Mas, você sabe por que o cachorro lambe o dono? E mais: será que o hábito realmente é prejudicial para a nossa saúde?

Se você achou que haveria uma resposta simples e direta para essa pergunta, você se enganou. Tanto lobos quanto cães domésticos usam a lambida de diversas formas e por diferentes razões.

Para ficar só em alguns exemplos, nas alcateias, um lobo pode lamber a boca do outro como sinal de respeito e de afeição. Ao nascer, filhotes de cachorro lambem a boca da mãe como forma de pedir comida.

Um cachorro ansioso pode adquirir o hábito de lamber as patas compulsivamente para aliviar o estresse. Isso sem contar o fato de que as lambidas também são uma forma que os cães têm de explorar o mundo, ao sentir o gosto das coisas.

No que diz respeito às lambidas no rosto do tutor, nenhum estudo até o momento foi capaz de descobrir o real motivo por trás disso.

De acordo com algumas hipóteses, as lambidas podem ser sim uma forma de demonstrar ou de pedir carinho, como muitos imaginam. Mas, também pode ser que o pet simplesmente adore o gostinho salgado do rosto do tutor!

 

Faz mal deixar o pet lamber meu rosto?

Do ponto de vista afetivo, receber lambidas de cachorros pode ser uma delícia. Já do ponto de vista da medicina, o consenso é de que bem não faz. A questão é saber se um “beijinho” acidental de vez em quando é realmente motivo de alarde.

De acordo com alguns médicos, como o bacteriologista John Oxford, da Universidade de Londres, e o Dr. Leni K. Kaplan, da Faculdade de Medicina da Universidade Cornell, nos Estados Unidos, a lambida de cachorro pode carregar bactérias nocivas à nossa saúde.

É o caso, por exemplo, da E. coli, da salmonela e da campylobacter, responsável por quadros de gastroenterite. Além disso, eles também destacam o risco de a pessoa ingerir vermes ligados a doenças como o amarelão.

Recebi uma lambida, e agora?

Para quem está acostumado a deixar que o pet lamba o rosto e ficou assustado com as possíveis consequências disso, não precisa se desesperar.

Isso porque, embora o hábito não seja recomendado, as lambidas de um cachorro bem cuidado podem causar doenças. No entanto, as chances de isso acontecer não são maiores que as decorrentes do hábito de levar as mãos à boca sem que elas estejam lavadas.

Sendo assim, caso o pet roube um beijo seu, não precisa correr para um pronto-socorro. Basta lavar o rosto com água corrente. Lembrando que a tática vale, inclusive, para as lambidas nas crianças.

 

Como tornar as lambidas mais seguras

Como visto, as lambidas de cachorro no rosto nunca serão 100% seguras, de modo que o melhor é sempre evitá-las. No entanto, para o caso das lambidas acidentais, algumas medidas podem contribuir para diminuir seus riscos. São elas:

• Mantenha a vacinação e a vermifugação do seu pet sempre em dia;

• Ao passear com o cachorro, não permita que ele se aproxime de lixeiras, fezes de animais, entre outros;

• Procure levar o pet para tomar banho uma vez por semana ou, ao menos, a cada quinze dias;

• Leve o cachorro para consultas regulares no veterinário, a fim de verificar o estado de saúde dele e de identificar qualquer doença.

Já para desestimular o pet a dar lambidas em seu rosto, uma dica simples, mas eficaz é simplesmente virar o rosto. Acredite, cachorros são muito bons em ler nossos sinais e vão entender que o gesto não é mais bem-vindo!

E você? tem alguma experiência que deseja nos contar? Comente aqui e compartilhe com a nós da Petz!

*** 

 

 

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários