Coluna

Mulheres

Cidinha Coimbra

15/10/2020 05h00
Por: Redação
 Elaine Duarte de Freitas, empresária no ramo de eventos, defende maior investimento na cultura e no turismo em Uberaba. Foto Marise Romano.
Elaine Duarte de Freitas, empresária no ramo de eventos, defende maior investimento na cultura e no turismo em Uberaba. Foto Marise Romano.

FOCO NO TURISMO E NA CULTURA

Elaine Duarte de Freitas, graduada em Educação Física pela UNIUBE, empresária no ramo de eventos, com atuação no passado como representante comercial de sorvetes e seguros. Foi diretora social do Uirapuru Iate Clube durante 4 anos. No associativismo, participou ativamente da BPW Uberaba – Associação de Mulheres de Negócios e Profissionais em vários cargos e funções e também como presidente da entidade. Nas ações de responsabilidade social, sempre contribuiu com os eventos da Revista Mulheres, com o Grupo Doze Guerreiras, em leilões beneficentes em prol do Hospital Hélio Angotti e com projetos sociais da ABCZ.  Elaine é candidata à vereadora nas eleições de 2020 e propõe um olhar mais carinhoso para a cultura e turismo, pois Uberaba tem um potencial turístico enorme, que precisa ser alavancado.

 

LANÇAMENTO CLN LIBERDADE UBERABA

Aconteceu na noite de 07 de outubro (quarta-feira), o aguardado evento de lançamento oficial do CLN Liberdade - Uberaba, no lindo Espaço Nasser Freire, da associada Esmê Nasser, com serviço do Agnelo’s Buffet comandado pela associada Neidemar Rodovalho e cobertura fotográfica impecável da associada Francis Prado; participação de todas as associadas uberabenses e suas convidadas, tendo como anfitriã, a dinâmica Kamila Teixeira, coordenadora do CLN Liberdade Uberaba, que arrasou na organização geral do evento. Com a presença das sócias fundadoras do CLN – Cinta Liga Mais Negócios: Thalita Zaidan, Fernanda Marasca, Vivian Almeida, Selma Neves e Vivian Martini, que vierem exclusivamente para prestigiar o lançamento, o evento contou com a participação especial de Larissa Cruz que realizou uma dinâmica incrível e emocionante com todas as participantes. Uma noite marcada por emoções, conexões e atitude empreendedora, proposta principal desse clube de networking estruturado, exclusivo para mulheres – O Cinta Liga Mais Negócios.

 

OUTUBRO ROSA

A campanha que visa a conscientizar as pessoas sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama colore de cor de rosa o monumento Viva Uberaba, ao longo de todo o mês, em uma forma de chamar a atenção para a mobilização nacional chamada Outubro Rosa. O tema da campanha deste ano é 'Quanto antes melhor', segundo anunciou a Sociedade Brasileira de Mastologia na semana passada. Dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca) apontam que mais de 66 mil casos novos de câncer de mama estão previstos para cada ano entre 2020 e 2022. O alerta do Shopping Uberaba e de outras empresas que têm como rotina a responsabilidade social empresarial é imprescindível porque quanto mais cedo o câncer de mama é descoberto, maior é a chance de cura. Um estilo de vida saudável, consultas regulares ao mastologista e a realização de mamografias anualmente a partir dos 40 anos são algumas recomendações dos órgãos de saúde.

 

É SÁBADO!

O lançamento solidário da 20ª edição da revista Mulheres, que acontecerá no Shopping Uberaba, através de exposição no corredor próximo ao Maanaim, com a presença da convidada especial para matéria de capa desta edição, a conceituada dermatologista, Drª Fabiana Pelegrinelli, que em sua matéria nos conduz a uma inspiradora trajetória pelo mundo da beleza, da autoconfiança e autoestima. No sábado (17) das 14h às 18h você receberá com exclusividade o exemplar da revista, mediante a doação de 2 litros de leite, ou 2 litros de suco de caju (embalagem tetrapack). As doações serão destinadas ao Grupo Doze Guerreiras. A exposição Revista Mulheres continuará durante o período de 19 a 24 de outubro. Confiram!

 

VERA MARIA MARQUEZ PALMÉRIO 

“Ela chegou aqui em 01 de junho de 1942 e iluminou nossas vidas por 76 anos. Da sua história de vida deixou-nos lembranças inesquecíveis, por tudo que foi e pelo muito que fez. E para falar sobre a minha mãe busco entre milhares de palavras aquelas que melhor traduzem os sentimentos que tenho devido à sua ausência: amor e saudades!!!!! Muitas saudades! De temperamento forte, caráter genuíno, sabia exigir e ponderar, fazer crítica e elogiar. Amava com intensidade os que estavam à sua volta e não conseguia disfarçar esse amor. Generosidade foi, sem dúvida, sua principal virtude. Filha exemplar, irmã amada, tia e madrinha disputada, mãe carinhosa, amiga leal, avó zelosa e bisa apaixonada. O seu amor pelas plantas e um bom gosto ímpar a faziam consultora e conselheira para todos os momentos. Alicerçou valorosamente o nosso lar. Sua mesa sempre estava posta e os agrados eram personalizados, o armário de guloseimas da casa da vovó, a banana frita do amigo querido, as quitandas da infância para os irmãos saudosos, o prato preferido de cada filho, nada passava despercebido. Sua casa era sempre cheia e florida. Seu senso de justiça, a forma carinhosa com que acolhia todos e a maneira dedicada e competente com que exercia as funções para as quais era chamada traduzem a sua essência. Educação sempre foi sua bandeira.

Ainda jovem, iniciou sua vida profissional, lecionando no Colégio Cristo Rei e no Colégio Triângulo. Formou-se em Filosofia. O espírito dinâmico e pioneiro e seu companheirismo foram fundamentais para o início da história de sucesso profissional do meu pai, a quem ajudou desbravar as terras do à época longínquo Mato Grosso, marcando o início de uma trajetória de muita dedicação e trabalho. Trabalhou junto com meu avô (Mário Palmério) e meu pai (Marcelo Palmério) na Fiube, colaborou entusiasmadamente para a transformação dela em Universidade de Uberaba. Como diretora de Recursos Humanos da Uniube, ou na presidência da Sociedade Educacional Uberabense, sempre procurou priorizar a figura do colaborador e é lembrada com respeito e carinho por aqueles que tiveram o privilégio de com ela conviver. Muitas coisas escutei sobre minha mãe depois que ela se foi e eram sempre de alguém que de alguma forma teve sua vida tocada por ela de maneira positiva e transformadora. De alguns que cotidianamente com ela viveram ouvi acerca de sua generosidade e sentimento de orfandade, um vácuo que julgava só nosso. Tivemos a alegria de usufruir dela não por um momento, mas por vários e intensos. As saudades jamais nos deixarão, e as lembranças vão sendo por nós eternizadas. Obrigada, Mãe, Vó, Bisa, Vera, pelos muitos e belos adjetivos você nos ensinou na prática!” *Depoimento de Cecília Palmério Toubes sobre a mãe Vera Palmério

  • Mulheres
  • Mulheres
  • Mulheres
  • Mulheres
  • Mulheres
  • Mulheres
  • Mulheres
Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários