Política

Agências bancárias paralisam atendimentos contra demissões

A atividade foi organizada pelo Sindicato dos Bancários de Uberaba

17/10/2020 05h00
Por: Redação
Paralização foi organizada pelo Sindicato dos Bancários de Uberaba - Foto: Divulgação
Paralização foi organizada pelo Sindicato dos Bancários de Uberaba - Foto: Divulgação

As agências bancárias do Bradesco Centro e Fernando Costa em Uberaba amanheceram fechadas ontem. As trabalhadoras e trabalhadores paralisaram as atividades até às 12 horas para denunciar à população as demissões que o banco Bradesco promove no mês de outubro, quebrando acordo de não demitir durante a pandemia.

A atividade foi organizada pelo Sindicato dos Bancários de Uberaba e região e está inserida no Dia Nacional de Lutas Contra as Demissões nos bancos privados, que ocorre em todo o País. “Estamos manifestando nossa indignação com as demissões e a quebra de compromisso do banco. Mas também alertando à sociedade cada demissão feita significa perda de qualidade e capacidade de atendimento à população”, ressalta o presidente do Sindicato dos Bancários, Diego Bunazar.

No primeiro semestre de 2020, o Bradesco teve lucro líquido de R$ 7,626 bilhões, com crescimento de 3,2% no lucro no comparativo entre o 1º e o 2º trimestres do ano, ou seja, aumentou o lucro na pandemia.

Em Uberaba, os bancos Santander, Mercantil do Brasil, Itaú e Bradesco já demitiram durante a pandemia, em processos de reestruturação. 90% das demissões ocorreram com mulheres. “As equipes de trabalho são reduzidas, aumenta a sobrecarga de trabalho dos bancários e há perda na capacidade de atendimento”, detalha o líder da categoria.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários