Coluna

Nacional

CH

Cláudio Humberto

Cláudio HumbertoCláudio Humberto Rosa e Silva é um jornalista brasileiro, colunista e editor-chefe do Diário do Poder, responsável pela ascensão de Fernando Collor de Mello no cenário político nacional. Sua coluna é reproduzida em jornais de todo o Brasil.

17/10/2020 05h00
Por: Redação

“Vossa Excelência é um coordenador de iguais”

Ministro Marco Aurélio rejeitando o que chama de “papel de censor” do presidente do STF

 

Senador cuecão articula reeleição de Alcolumbre

O dinheiro enfiado nas nádegas pode destruir a carreira do senador Chico Rodrigues (DEM-RR), já apelidado de “cuecão”, e também provoca danos à “campanha” de reeleição de Davi Alcolumbre, presidente do Senado. Ele é um dos principais articuladores do projeto que altera a Constituição para atender o desejo de Alcolumbre de manter o poder. A lei veda reeleição de integrante da Mesa Diretora na mesma legislatura.

 

Pressão no Planalto

Chico Rodrigues tinha a “missão impossível” de convencer o governo a fazer o “centrão” apoiar a reeleição da dupla Rodrigo Maia/Alcolumbre.

 

Garoto de recados

O senador que enfiou dinheiro nas nádegas atuava como um “garoto de recados” de Alcolumbre, nas tentativas de alterar a Constituição.

 

Corpo-a-corpo

Chico Rodrigues fazia o “corpo-a-corpo” em favor da tese da reeleição, em conversas pessoais com os colegas senadores.

 

Voto de silêncio

Nesta quinta-feira (15), a turma de Alcolumbre fez “voto de silêncio” em relação ao escândalo do dinheiro nas nádegas.

 

Covid: França ultrapassa o Brasil em casos diários

A Organização Mundial da Saúde se concentra no ressurgimento das infecções por coronavírus na Europa. Em países como a Espanha e a Itália, o número diário de infectados ultrapassou o pico da doença nos meses mais graves da pandemia no continente. O caso da França chama atenção em especial: o número diário (31 mil) supera o Brasil (27 mil) que tem uma população quatro vezes maior. Apesar disso, o número de mortes é uma pequena fração do período mais grave da pandemia.

 

Condescendência

O jornalismo de funerária ameniza o recrudescimento da pandemia na Europa ao dizer que por lá “se testa mais”. “Grave” mesmo, só no Brasil.

 

Tensão britânica

O Reino Unido preocupa autoridades: a média diária de contágios é de 16 mil casos. O número é mais que o triplo do pico atingido em abril.

 

Mortes em alta

O número diário de mortes no Reino Unido também segue tendência de alta e já se aproxima de 100, o maior patamar desde meados de maio.

 

Glamourização do crime

A soltura do super-traficante serviu para reforçar a glamourização de criminosos, tão ao gosto da imprensa brasileira, do Bandido da Luz Vermelha a líderes do “PCC”. É questão de (pouco) tempo um cineasta oportunista transformar em filme a vida do bandidão André do Rap.

 

Apropriação indébita

O filme “A nossa bandeira jamais será vermelha”, contra a “concentração da mídia no Brasil”, usou o lema de protestos contra os governos do PT entrevistando jornalistas “independentes” ligados, claro, à oposição. 

 

Derrota do linchamento

Perde força o linchamento do ministro do Meio Ambiente, liderado pelo grupo de ONGs que perderam poder e sobretudo muito dinheiro no governo Bolsonaro, com seguidas vitórias de Ricardo Salles na Justiça.

 

Dois pesos, duas medidas

O ministro Luís Roberto Barroso afastou o senador Chico Rodrigues por 90 dias, mas a decisão só vale se o Senado confirmar. Já interferências do STF no Poder Executivo, no entanto, têm eficácia imediata.

 

Diferente dos filmes

A Polícia Federal prendeu ontem (15), no aeroporto de Guarulhos (SP), um cidadão turco condenado pelo por tráfico de pessoas, e fugitivo da Justiça da Bélgica. Ele será extraditado para cumprir sua pena.

 

Steve Jobs escapou

O jurista Rafael Favetti propõe o exercício: imagine Steve Jobs iniciando a Apple em uma garagem no Brasil, sem alvará, importando chips etc. Seria alvo de “Operação Maçã Podre” e ficaria uns oito meses em prisão preventiva, contas bloqueadas e projetos “aguardando perícia” por anos.

 

Pressa de quem?

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) acionou o STF para impedir a nomeação de Jorge Oliveira ao TCU. Alega “pressa”. O ministro José Múcio, que ocupa a vaga, já ingressou com pedido de aposentadoria.

 

Homenagem ao patrono

A internet não perdoa: políticos do PT que falaram do dinheiro na cueca do senador Chico Rodrigues foram obrigados a ler que foi “homenagem do dia dos professores” ao deputado José Guimarães (PT-CE).

 

Pensando bem...

...bom mesmo era o tempo em que cueca só era “prova do crime” quando tinha batom.

 

PODER SEM PUDOR

O boêmio e o advogado

Quando era um jovem advogado e deixou Minas para viver no Rio, José Aparecido de Oliveira ficou amigo do genial jornalista e boêmio carioca Antônio Maria. Até dividiram um apartamento, mas pouco se encontravam: quando Aparecido chegava do trabalho, Antônio Maria já havia saído para a noite boêmia. Um dia, ao levantar-se pela manhã, ele encontrou um bilhete de Antônio Maria que guardou durante anos: “Se eu estiver dormindo, deixe, mas se eu estiver morto, por favor, me acorde.”

___

Com André Brito e Tiago Vasconcelos

www.diariodopoder.com.br

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários