Polícia

Homem joga álcool na esposa e filhos e tenta incendiar casa

A tentativa de homicídio aconteceu na avenida Raul Cecílio, no bairro Jardim Marajó II

27/10/2020 05h00
Por: Juliano Carlos
Sofá ficou destruído após o incêndio - Foto: Juliano Carlos
Sofá ficou destruído após o incêndio - Foto: Juliano Carlos

Uma família viveu momentos de terror durante o incêndio criminoso e tentativa de homicídio registrada em Uberaba. O acusado dos crimes foi preso após perseguição policial. 

A tentativa de homicídio aconteceu na avenida Raul Cecílio, no bairro Jardim Marajó II, onde segundo informações da Polícia Militar, um homem estava na casa transtornado após fazer uso de bebidas alcoólicas e começou a discutir com a esposa. Em seguida pegou etanol jogou no corpo dela além dos filhos de 6 anos e um bebê de 11 meses. O acusado ainda ateou fogo no sofá e fugiu do local deixando a família presa na residência. Desesperada a jovem de 21 anos conseguiu tirar as crianças da casa e apagar o fogo. Moradores que residem próximo escutaram os gritos e acionaram socorro (via 193). 

Viaturas de resgate salvamento do Corpo de Bombeiros foram no local e os militares fizeram o rescaldo e atenderam as vítimas. 

Várias viaturas da Polícia Militar iniciaram rastreamentos e depararam com o acusado em um veículo Volkswagen Gol de cor prata, com placas de Uberaba. Ele fugiu em alta velocidade pelos bairros Marajó, Jardim Copacabana, BRs 262 e 050, Gameleiras, Abadia e José Valim de Melo. Ao chegar na rua Londrina, ele deparou com uma viatura da PM no meio da via para impedir a passar e acelerou o carro tentando atropelar os policiais que realizaram disparos de arma de fogo para contê-lo. O acusado continuou a fuga e tentou se esconder em um motel, mas foi abordado e preso. O acusado de incêndio criminoso, violência doméstica, direção perigosa e tentativa de homicídio foi levado até a delegacia e apresentado ao delegado de plantão que confirmou a prisão. Posteriormente ele foi encaminhado para a penitenciária e permanece a disposição da justiça. 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários