Segunda, 14 de Junho de 2021
(34) 99869-4433
Anúncio
Dólar comercial R$ 5,12 1.12%
Euro R$ 6,2 +0.6%
Peso Argentino R$ 0,05 +1.08%
Bitcoin R$ 213.714,18 +6.046%
Bovespa 129.441,03 pontos -0.49%
Economia Economia

Preços da indústria sobem 2,37% em setembro

As quatro maiores variações foram nas atividades de alimentos (5,28%), móveis (4,17%), indústrias extrativas (3,81%) e têxtil (3,56%)

31/10/2020 05h00 Atualizada há 7 meses
Por: Redação
 Preços da indústria sobem 2,37% em setembro

Os preços da indústria subiram 2,37% em setembro, abaixo do índice registrado em agosto (3,31%). As quatro maiores variações foram nas atividades de alimentos (5,28%), móveis (4,17%), indústrias extrativas (3,81%) e têxtil (3,56%). Os dados são do Índice de Preços ao Produtor (IPP), divulgado ontem pelo IBGE.

O IPP mede a variação dos preços de produtos na "porta da fábrica", sem impostos e frete, de 24 atividades das indústrias extrativas e da transformação. O resultado de setembro apresentou alta em 21 das 24 atividades. Com isso, o acumulado no ano atinge 13,46%. Já nos últimos 12 meses a inflação da indústria foi de 15,89%. "Com a alta de 5,28%, alimentos foi o setor com a maior influência entre as 24 atividades analisadas, contribuindo com 1,31 p.p. do índice geral de 2,37%. A atividade já acumula alta no ano de 22,81%. Em 12 meses, acumula 32,60%. É o maior responsável pelo IPP de setembro", ressalta Manuel Campos Souza Neto, gerente da pesquisa de Índice de Preços ao Produto.

O gerente da pesquisa explica que a variação cambial é um dos fatores para a alta de alimentos. Isso porque os produtos que mais influenciaram a alta foram as carnes bovinas, farelo de soja, arroz, carnes e miudezas de aves. "Muitos desses produtos são exportados, aproveitando o câmbio valorizado. Embora em setembro o real tenha valorizado 1,1%, no ano, o dólar já acumula alta de 31,4%. Com o aumento da exportação, reduz-se a oferta no mercado interno elevando os preços", analisa Souza Neto.

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias