Esporte

Seleção não é vazada em 69% dos jogos com Tite

Zagueiro Thiago Silva foi o capitão da seleção brasileira na vitória por 2 a 0 contra o Uruguai

19/11/2020 04h00
Por: Redação
Foto: Lucas Figueiredo/CBF
Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Uma das marcas da seleção brasileira sob o comando de Tite, a força defensiva da equipe voltou a ficar evidente nas últimas duas partidas de 2020. O Brasil fechou o ano com vitórias sobre Venezuela e Uruguai sem sofrer gols.

Com Tite, a seleção não foi vazada em 69% dos jogos. Desde setembro de 2016, quando o técnico estreou, o Brasil levou gols em apenas em 16 das 52 partidas. “Você ganha títulos ou coisas importantes com uma fase defensiva sólida, sem tomar gols, sem dar muitas oportunidades ao adversário”, analisou o zagueiro Thiago Silva, capitão diante do Uruguai.

“O segredo é o trabalho, a gente trabalha muito duro. Por vezes, as pessoas não veem, principalmente agora, com essa pandemia toda. A gente trabalha muito a fase defensiva, e não apenas os quatro lá atrás e mais o goleiro, é toda uma equipe, uma estrutura. Se o pessoal lá da frente não estiver disponível para fazer um sacrifício um pelo outro, dificilmente a gente não será vazado. A gente procura trocar algumas situações, eles preferem que a gente saia jogando lá de trás para a bola chegar mais fácil, numa situação melhor para eles finalizarem. E a gente preza para a fase defensiva ser equilibrada. Conseguindo esse equilíbrio, é bom para todo mundo”, completou o veterano, de 36 anos.

Sob o comando de Tite, o Brasil levou 17 gols, média de um a cada três duelos.

Ao lado da Argentina, a seleção tem a melhor defesa das Eliminatórias, tendo sido vazado duas vezes, ambas na vitória por 4 a 2 sobre o Peru.

Nestes dois últimos jogos, Tite optou por Ederson como titular da meta da seleção, e não Alisson, que foi o dono da camisa 1 na última Copa do Mundo e na conquista da Copa América.

O goleiro do Manchester City festejou as oportunidades e o fato de não ter sido vazado: “A avaliação é boa, isso é muito importante, já que quando não toma gol você está mais perto da vitória. Isso é importante para mim e para todo o grupo, esse é um trabalho não só meu, mas da linha ofensiva, linha média e linha defensiva, a gente tem esse pensamento de entrar nos jogos e não sofrer gols e sempre sair com a vitória”, comentou Ederson.

Com 100% de aproveitamento, o Brasil lidera as Eliminatórias. Os próximos compromissos da Seleção serão no fim de março do ano que vem, contra Colômbia e Argentina.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Uberabaonline1
Blogs e colunas
Últimas notícias
Mais lidas