Coluna

Lawrence Borges

Bastidores

20/11/2020 04h00
Por: Redação

INTIMIDAÇÃO

O segundo turno das Eleições 2020 esquenta com denúncias de que empresários estão intimidando seus funcionários para votar em determinada pessoa. Muitas pessoas de diversas empresas alertaram a coluna Bastidores sobre está acusação.

 

ASSÉDIO MORAL

Pela lei, empresários não podem coagir seus funcionários a votar nos candidatos que apoiam. Segundo o Ministério Público do Trabalho (MPT), é proibido impor, coagir ou tentar direcionar as escolhas políticas de seus empregados. E afirma que a interferência do empregador sobre o voto de seus empregados pode configurar assédio moral.

 

AÇÃO CIVIL PÚBLICA

Esse tipo de prática pode ser alvo de investigação e ação civil pública por parte do MPT por discriminação em razão de orientação política. “Se ficar comprovado que empresas estão, de alguma forma e que não diretamente, sugestionando os trabalhadores a votar em determinado candidato ou mesmo condicionando a manutenção dos empregos ao voto em determinado candidato, essa empresa vai estar sujeita a uma ação civil pública.

 

REVIRAVOLTA

Os debates que integram a corrida eleitoral figuram entre os espaços mais democráticos, de exposição de propostas, confrontos ideológicos e, sobretudo, de informação. E os dois debates que já aconteceram neste segundo turno, na Aciu e na Band, mostraram uma reviravolta do candidato Tony Carlos (PTB) sobre a candidata Elisa Araújo (Solidariedade). Desde o início, Tony mostrou ser o mais experiente e preparado para administrar Uberaba a partir de 2021. Seguro, com propostas claras e realistas, Tony falou sobre suas propostas para as áreas de saúde, mobilidade urbana, turismo.

 

EXPERIÊNCIA

Em política tudo é dinâmico e em eleição não há previsibilidade exata, mas, seguindo essa lógica da busca por candidatos mais experimentados na administração pública, o uberabense decidiu pelo caminho normal e reflui aventuras nas eleições municipais e está mais atentos ao candidato bem mais preparados, com boa bagagem na área pública.

 

FUNDAMENTAL

Boa parte do eleitorado não vai trocar o certo pelo duvidoso, movido por uma ideia futura que na prática, já se mostrou que não se torna realidade. Óbvio que não vai abrir mão de uma boa ficha limpa, mas, a experiência administrativa, tende a ser um critério fundamental.

 

BAGAGEM

Tony carrega a marca de ser preparado e experiente. É a bagagem de sua passagem pela Câmara de Uberaba, como vereador e presidente da Casa, e pela Assembleia Legislativa, como deputado, são qualidades que estão fazendo com que ele revertesse uma vantagem de sua concorrente, já que Tony mostrou conhecer de perto as aflições e aspirações de sua gente.

 

COERÊNCIA

Se o principal critério do eleitor for procurar alguém com experiência, Tony Carlos deve ser olhado com atenção. Isso, além de reunir outros atributos, como a coerência e o bom diálogo. Tony interage com as mais variadas camadas sociais da cidade. Ele sabe o que as pessoas querem.

 

TAXA SELIC

Com a taxa Selic batendo 2% ao ano, menor taxa histórica de todos os tempos, quem sai ganhando é o consumidor que pretende financiar a aquisição da casa própria ou até mesmo comprar para investir em aluguel. Isso porque a Selic influencia diretamente nos juros do financiamento, empurrando-o para baixo, e, consequentemente, gerando uma prestação mais baixa para o mutuário.

 

LEI ALDIR BLANC

Lei Aldir Blanc: Edital da Secult disponibiliza mais de R$ 20 milhões para a cultura popular de Minas Gerais. Poderão se cadastrar pessoas físicas maiores de 18 anos, com residência ou domicílio em território mineiro, em nome próprio ou representando grupos ou comunidades; Inscrições abertas até 15/12.

R$ 20 MILHÕES

Mais de R$ 20 milhões da Lei Aldir Blanc (LAB) estão disponíveis para comunidades tradicionais por meio de edital elaborado pelo Instituto Estadual de Patrimônio Histórico e Artístico (Iepha-MG) e lançado pela Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais (Secult). As inscrições vão até o dia 15/12 no site da Secult (http://www.secult.mg.gov.br/documentos/editais-lei-aldir-blanc).

 

MORTES NO BRASIL

O consórcio de veículos de imprensa divulgou novo levantamento da situação da pandemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, consolidados às 20h de ontem. O país registrou 644 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, chegando ao total de 168.141 óbitos desde o começo da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 544. A variação foi de +54% em comparação à média de 14 dias atrás, indicando tendência de alta nas mortes por Covid-19.

 

BANIU CONTAS

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou uma nota ontem na qual informou que o aplicativo de mensagens WhatsApp baniu 1.004 contas após denúncias de disparos em massa entre 27 de setembro e 15 de novembro. O período informado pelo tribunal compreende o início da propaganda eleitoral e o primeiro turno das eleições municipais.

 

LOTERIAS PAGAS NO PIX

Desde ontem, quem quiser pagar jogos de loteria, como a Mega Sena, poderá utilizar o PIX, novo sistema de pagamentos instantâneos que começou a funcionar na segunda-feira (16), informou o Banco Central (BC). Para que este tipo de pagamento pudesse ser realizado, o BC diz ter integrado as lotéricas entre as instituições habilitadas a receber os pagamentos instantâneos.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários