Coluna

Lawrence Borges

Bastidores

26/11/2020 04h00
Por: Redação

INCÊNDIO

Às vésperas das eleições no segundo turno, neste domingo (29), o clima em Uberaba esquenta e chega até nos jornais da capital mineira.

 

DENÚNCIAS INFUNDADAS

O motivo é que a candidata Elisa Araújo (Solidariedade) divulgou um vídeo em sua página do Facebook afirmando ter sido alvo de discursos de ódio e fake news praticados pelo seu adversário, Tony Carlos, e membros de sua equipe. “Ela disse que vias judiciais estão sendo tomadas. Como resposta, a assessoria de imprensa de Tony Carlos informou que as denúncias são infundadas e que o candidato vai responder judicialmente às acusações.

 

DEBATE

E a candidata Elisa Araújo também deixou nas entrelinhas que não irá participar mais de debates e que “irá encontrar Tony Carlos somente nas urnas no domingo”. Certamente alheia das inúmeras críticas que tem recebido por estar afastando do debate para esclarecer as propostas ao eleitor “desrespeitando a democracia”

 

13º SALÁRIO ESTADO

O governador de Minas, Romeu Zema, afirmou que ainda não tem uma data definida para o pagamento do 13º salário dos servidores públicos estaduais. O governador sequer quis garantir que uma parcela do benefício será paga neste ano. “Seria muita pretensão minha dizer isso. Vamos ter, na semana que vem, reunião com a Secretaria da Fazenda para darmos um cenário de como será feita essa programação do pagamento, mas nesse momento não posso assumir esse compromisso.”

 

NOVEMBRO

Em relação ao salário de novembro, pago em dezembro, o governador Romeu Zema declarou que a escala deve ser divulgada até segunda-feira (30) e argumentou que há necessidade de o Estado passar por reformas. “Depende muito de aprovação da privatização da Codemig (Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais), que está na Assembleia Legislativa. Sem as reformas, o estado não é viável financeiramente. Já aprovamos a reforma da Previdência, mas o efeito dela será daqui a cinco, dez anos. Dependemos dessa privatização da Codemig e espero que os deputados sejam sensíveis a essa questão”, completou.

 

PRIVATIZAÇÃO

Falando em privatização, o Instituto de Previdência dos Servidores Públicos Municipais (Ipserv) pode ser privatizado, segundo proposta da candidata Elisa Araújo (Solidariedade). Ela promete privatizar o órgão se sair vencedora nas urnas.

 

PRISÃO

Os eleitores que moram nas cidades que terão segundo turno das eleições municipais, como é o caso de Uberaba, não podem ser presos desde terça-feira (24). A restrição é válida no período de cinco dias antes do pleito e 48 horas depois da votação. A segunda rodada de votação será realizada no próximo domingo (29).

 

2022

Uberaba é uma das quatro cidades mineiras em que os eleitores voltam às urnas no próximo domingo (29). Para o cientista político e presidente do Instituto Cultiva, Rudá Ricci, a disputa entre os candidatos Elisa Araújo (Solidariedade) e Tony Carlos (PTB) vai refletir na eleição para governador em 2022. Isso porque Elisa Araújo é apoiada pelo governador Romeu Zema e Tony Carlos é apoiado pelo prefeito reeleito em Belo Horizonte, Alexandre Kalil, que teve uma votação três vezes maior do que os outros candidatos à prefeitura da capital nesta eleição.

 

EXCEÇÕES

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), há exceções sobre a impossibilidade de prisão. As regras não se aplicam aos casos de crime em flagrante e de sentença condenatória por crime inafiançável, como racismo, tortura e tráfico de drogas. No domingo, cerca de 38 milhões de pessoas estão aptas a votar no segundo turno, que ocorrerá em 57 cidades do país, das quais 18 são capitais.

 

ERRO

Especialistas alertam a população para a gravidade de as pessoas relaxarem em relação à pandemia. Segundo eles, as pessoas se sentiram liberadas e isso foi engano e lembrar que ainda é preciso estar atentos às normas, evitando aglomerações usando máscara e utilizando álcool para higienizar as mãos. Para os especialistas, as pessoas já decretaram o fim da pandemia e este é o maior erro.

 

LUTO

Ícone do futebol mundial, o astro argentino Diego Armando Maradona morreu ontem, aos 60 anos, por parada cardiorrespiratória. O ex-jogador estava em casa no bairro de San Andrés, em Tigre, na província de Buenos Aires, quando passou mal. Ele foi socorrido, mas não resistiu. No dia 11 de novembro, Maradona deixou o hospital onde havia sido submetido a uma cirurgia na cabeça por causa de um hematoma subdural. O astro foi inicialmente hospitalizado devido a uma "baixa anímica, anemia e desidratação".

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários