Coluna

Nacional

Cláudio Humberto

Cláudio Humberto

Cláudio HumbertoCláudio Humberto Rosa e Silva é um jornalista brasileiro, colunista e editor-chefe do Diário do Poder, responsável pela ascensão de Fernando Collor de Mello no cenário político nacional. Sua coluna é reproduzida em jornais de todo o Brasil.

09/01/2021 04h00
Por: Redação
Picole da estrada CH
Picole da estrada CH

Brasília, sábado, 09 de janeiro de 2021.

 

 

Cláudio Humberto

 

 

 

Este é um momento histórico para a Fiocruz

Nísia Trindade, presidente da Fundação, sobre uso emergencial da vacina AstraZeneca

 

Maia promove ‘trem da alegria’ para ajudar Baleia

Diante da debandada de deputados do PSL, Rodrigo Maia decidiu gastar a tinta da caneta para promover nomeações a 18 dias de deixar a Presidência da Câmara. Ele assinou 19 nomeações nos últimos dias para cargos com salários que variam de R$ 4,5 mil a R$ 20,7 mil mensais, sendo nove deles lotados em seu próprio gabinete, à espera de outros destinos. O “trem da alegria” beneficia deputados de oposição, em troca de apoio à candidatura de Baleia Rossi à presidência da Casa.

 

Máquina obesa

Maia alocou aspones na corregedoria parlamentar, no departamento de material e patrimônio e até no gabinete do 4º suplente da Mesa Diretora.

 

Sempre cabe mais um

Vagas na 2ª e 4ª secretarias também foram negociadas com partidos do “bloco” de Maia, além de função gratificada na Secretaria-Geral da Mesa.

 

Não escapa nada

Houve trocas também nas comissões de Fiscalização e Controle, Defesa do Consumidor e de Educação. Tudo para acomodar os apadrinhados.

 

Piada pronta

A voracidade dos acordos para unir DEM ao PT et caterva levou até a troca na diretoria-geral do quadro de pessoal. E Maia ainda tem 20 dias.

 

É legal a venda de vacina contra covid em clínicas

A negociação de vacinas contra a covid por clínicas particulares é vista como perfeitamente legal pela advogada e especialista em direito médico Mérces da Silva Nunes. Segundo ela, não há nada na legislação que vise impedir a comercialização, mas o Ministério da Saúde e gestores locais podem requisitar estoque excedente em caso de escassez do imunizante na rede pública de saúde, mediante pagamento de uma indenização.

 

Há regras

Mérces ressalta, entretanto, que a vacina só poderá ser oferecida após a aprovação do registro final pela Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa).

 

Negociação em andamento

Membros da Associação Brasileira das Clínicas de Vacinas foram à Índia negociar 5 milhões de doses da Covaxin, do laboratório Bharat Biotech.

 

Alô, Anvisa!

A rápida aprovação da Covaxin na Índia gerou receio sobre a segurança e eficácia, mas a vacina se tornou a maior aposta de clínicas particulares

 

País de lacradores

Oposicionistas e até ministros de tribunais já tinham prontas notas sobre as impressionantes 200 mil mortes de brasileiros por covid. Nem se deram ao trabalho de demonstrar regozijo pelos mais de 7 milhões de brasileiros (97,25% do total de infectados) curados da doença.

 

Guerra na propaganda

Virou guerra a concorrência entre 4 agências do Ministério da Saúde para a campanha sobre vacinação. A notícia de que Fábio Jr. será astro, por exemplo, é plantação para “queimar” a agência Fields, que sugere o cantor como protagonista. Mas o governo ainda não bateu o martelo.

 

Bola com a Anvisa

Finalmente a Fiocruz e o Butantan pediram à Anvisa autorização para uso emergencial das vacinas parceiras, Astrazeneca e Coronavac. Agora sim, e só agora, a bola está com a agência reguladora.

 

Seringas não faltam

No País em que até seringa virou disputa política, o governo mineiro de Romeu Zema (Novo) já começou a distribuir entre os seus 800 municípios as 50 milhões de seringas que adquiriu para vacinação.

 

MP inconstitucional

Para a jurista e criminalista Jacqueline Valles, a medida provisória do presidente Jair Bolsonaro contra a vacinação em São Paulo é inconstitucional porque “contraria o direto à saúde pública da população”.

 

Mercado do jornalismo

O jornalista Augusto Nunes assumirá, a partir do dia 18, a direção de redação do site R7.com, segundo anunciou nesta sexta-feira o grupo Record. Ele está na empresa desde outubro de 2019.

 

Comprando do pequeno

O presidente Jair Bolsonaro foi mais um a comemorar bons resultados do Programa de Aquisição de Alimentos: foram 150 mil toneladas de compradas de pequenos produtores, em 2020.

 

Quem matou Ashli?

Extremistas que invadiram o Congresso americano roubaram ao menos um laptop com informações “sensíveis” sobre à segurança nacional. Por falar nisso, afinal, quem matou à queima-roupa Ashli Babbitt?

 

Pensando bem...

... só há uma coisa a dizer sobre a Coronavac e a vacina de Oxford: Anvisa nelas.

 

PODER SEM PUDOR

Picolé da estrada

Ainda embevecidos com uma homenagem em Mossoró ao então vice-governador do Rio Grande do Norte, Fernando Freire, deputados deram uma paradinha num restaurante de estrada para forrar a barriga. Tarde da noite, foram recebidos por um garçom alto e forte, que lhes exibiu o cardápio de comidas típicas. Um deputado da comitiva tentou quebrar o gelo com uma brincadeira e se deu mal:O que se come aqui, fora o garçom?” O homem devolveu na bucha, com cara fechada e toda “delicadeza”:Garçom, aqui, não se come, se chupa...”

___

Com André Brito e Tiago Vasconcelos

                        www.diariodopoder.com.br

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários