Polícia

Mulher é morta a facadas pelo vizinho na frente das filhas

Vítima foi esfaqueada pelo vizinho e ex-cunhado após briga por som alto

12/01/2021 04h00
Por: Juliano Carlos
Foto: Arquivo pessoal
Foto: Arquivo pessoal

Uma mulher foi morta a facadas na frente das filhas dentro de casa em Uberaba.

O segundo homicídio deste ano registrado no município aconteceu em um imóvel no bairro Jardim Primavera na madrugada do último domingo (10), onde, segundo informações da Polícia Militar, a vítima de 24 anos estava em casa, na rua Laudorina Maria de Jesus, em companhia de dois amigos, de 25 e 29 anos. Eles estavam ouvindo música e, segundo testemunhas, o som estava alto. Em determinado momento, um vizinho identificado como ex-cunhado da vítima, de 30 anos, foi até a residência dela e começou uma discussão por causa do volume do som.  Minutos depois o homem desligou o padrão de energia da casa da vítima e foi embora. Na sequência, a mulher saiu na porta da residência com os amigos e deparou com o vizinho. Eles discutiram novamente, entraram em luta corporal e foram separados pelos amigos da vítima, mas o suspeito foi até a casa dele, se armou de uma faca invadiu a casa da mulher e lhe atingiu com sete facadas, na frente das filhas dela, de sete e nove anos de idade. Após esfaqueá-la, o acusado fugiu do local sentido a rodovia Ligação-798.

Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) juntamente com policiais militares da 41ª Companhia compareceram na residência e constataram o óbito da vítima.  A área foi isolada pela PM e o perito Arimondes Urias Carneiro Neto da perícia técnica da PC realizou os trabalhos técnicos. Posteriormente, corpo da mulher foi levado para o Instituto Médico Legal (IML), onde passou por necropsia e posteriormente foi liberado à família.

Os policiais militares conversaram com os dois homens que estavam fazendo o uso de bebidas alcoólicas com a vítima e um deles disse que a conhecia há cerca de três anos e eles estavam mantendo um relacionamento há cerca de um ano.  Ele disse, ainda, que ela tinha sido ameaçada pelo ex-namorado, que é irmão do acusado do homicídio.  Já a segunda testemunha relatou que conhecia a vítima há anos, confirmou que houve a discussão e agressão e no momento em que o acusado invadiu a casa com a faca nas mãos ele e o amigo saíram correndo para pedir ajuda, mas quando retornaram a mulher já estava caída no chão com sangramento ativo. O acusado de homicídio ainda não foi preso e está sendo procurado por policiais civis da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa da Polícia Civil.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários