Coluna

Lawrence Borges

Bastidores

13/01/2021 04h00
Por: Redação

ESTRANHEZA

Leitores da COLUNA BASTIDORES estranharam o cancelamento de diversos processos licitatórios. Informações obtidas no Centro Administrativo dão conta que foi adequação administrativa.

 

UNIFICANDO A LICITAÇÃO

Mudanças administrativas estão sendo operacionalizadas. Na gestão do prefeito Paulo Piau, a Secretaria de Administração e a de Serviços Urbanos possuíam seus departamentos de licitação. Agora com a prefeita Elisa Araújo, tudo será concentrado na Secretaria de Administração.

 

CHUVA DE VERÃO

A chuva que caiu na tarde de ontem (12) em Uberaba foi suficiente para comerciantes entrarem em desespero na avenida Guilherme Ferreira. Diversas árvores caíram, os buracos nas vias públicas aumentaram. Sem equipe na Secretaria de Serviços Urbanos e sem um plano emergencial, a população começa a questionar.

 

POPULAÇÃO INDIGNADA

O ex-prefeito de Contagem Alex de Freitas (sem partido), no último mês à frente da Prefeitura de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, recebeu quase R$ 150 mil de vencimentos. O salário do chefe do Executivo contagense, entretanto, é de R$ 22 mil.

 

RESCISÃO DO PREFEITO

A COLUNA BASTIDORES busca junto à Secretaria Especial de Comunicação, da Prefeitura de Uberaba, informações detalhadas quanto à rescisão do prefeito Paulo Piau e, principalmente, quanto a liquidação dos seus pagamentos.

 

QUEBRANDO TABU

O senador mineiro Rodrigo Pacheco (DEM) poderá quebrar um tabu no Senado Federal. Pelo lobby da região norte e nordeste, desde 1991, nenhum senador do Sudeste é eleito presidente do Senado.

 

MAIS APOIO

O PL anunciou na terça-feira (12) que sua bancada com três senadores vai apoiar Rodrigo Pacheco na disputa para a presidência da Casa, engrossando o número de bancadas em favor do senador mineiro. Com a nova adesão, Pacheco agora conta com o apoio de sete bancadas – DEM, PL, Pros, PSC, PSD, PT e Republicanos – que reúnem 32 senadores. São necessários 41 votos para ganhar a disputa, caso todos os senadores apareçam para votar. No entanto, o voto é secreto e há, portanto, chances de traições dentro das bancadas.

 

OPOSIÇÃO A RODRIGO

O MDB decidiu lançar a senadora Simone Tebet (MS) na disputa pela presidência do Senado. Ela terá como principal adversário o senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), candidato do atual presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP). Nos próximos dias, o MDB deve receber o apoio das bancadas do PSDB e Podemos, que contam com 17 senadores.

 

FECHAMENTO DO COMÉRCIO

O presidente Jair Bolsonaro reiterou nesta terça-feira (12) sua contrariedade ao fechamento total de comércios em função da pandemia. Durante cerimônia de comemoração dos 160 anos de fundação da Caixa – e da caderneta de poupança no Brasil –, Bolsonaro disse que não se pode falar em saúde sem emprego, e que vida e economia “andam de braços dados”.

 

CORONAVAC

A vacina CoronaVac, imunizante contra a Covid-19 da farmacêutica chinesa Sinovac e desenvolvida em parceria com Butantan, registrou 50,38% de eficácia geral nos testes realizados no Brasil. A informação foi confirmada pelo próprio instituto, em uma coletiva de imprensa na tarde desta terça-feira (12), em São Paulo.

 

ANIVERSÁRIO

A aplicação financeira mais utilizada pelos brasileiros completou nesta terça-feira (12) 160 anos. Poucos sabem, mas a caderneta de poupança significou, ao longo da história, importante papel para muitas pessoas alcançarem liberdades que vão muito além da questão financeira.

 

HISTÓRIA DA POUPANÇA

Ao ser criada, na cidade do Rio de Janeiro em 1861, com o propósito de “recolher os depósitos de poupança popular no Brasil”, a Caixa Econômica deu o primeiro passo para se tornar “a opção de investimento mais segura, acessível e adequada a todos os perfis, desde os pequenos poupadores a grandes investidores”. Onze anos depois, com a publicação do Decreto nº 5.153, de 13 de novembro de 1872, a Lei 2.040, publicada um ano antes, foi regulamentada, de forma a possibilitar o recolhimento de depósitos feitos por escravos.

 

COMPRA DA ALFORRIA

Ao aceitar depósitos feitos por escravos, a poupança representou, no passado, uma importante ferramenta para que, ao guardar suas economias, parte da população escravizada conseguisse “comprar” a alforria.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários