Polícia

Irmão agride e ameaça adolescente e é preso no Bom Retiro

Durante um patrulhamento da Polícia Militar de Uberaba, na tarde de terça-feira (12)

14/01/2021 04h00
Por: Redação

Durante um patrulhamento da Polícia Militar de Uberaba, na tarde de terça-feira (12), os policiais prenderam um homem de 37 anos, por maus tratos e ameaça, na rua Vigário Silva, no Parque Bom Retiro. Segundo relato da vítima, uma adolescente de 16 anos ela sofria constantes agressões, ameaças e tortura psicológica por parte do irmão. A denúncia foi confirmada por testemunhas.

A PM foi acionada por uma moradora que acolheu a adolescente após pedido de ajuda, por ter sido agredida e ameaçada de morte pelo irmão. A vítima disse à polícia que desejava sair de casa para ir à residência de uma vizinha, mas que foi proibida pelo irmão, pelo fato de ela ser adotada e ter desenvolvimento intelectual aquém do considerado normal a pessoas da idade dela.

Os policiais levaram a vítima de volta até a casa dela, onde encontraram o irmão no portão. Ao avistar a irmã adotiva dentro da viatura, o homem se aproximou gritando e a repreendendo por ter saído de casa e ameaçou a irmã na frente dos policiais.

A adolescente então entrou em estado de pânico e começou a chorar desesperadamente, segundo os policiais. Ela dizia que quando a PM fosse embora o irmão iria bater nela. Com isso, alguns vizinhos se aproximara do carro da PM e confirmara que a menor era constantemente vítima de maus tratos e agressões e que sempre fugia para uma residência vizinha para não ser agredida. Essa vizinha confirmou os fatos à PM e se prontificou a acompanhar a menor durante o registro da ocorrência.

Além disso, de acordo com a ocorrência, os familiares tentaram fazer com que os policiais desacreditassem na vítima, em uma tentativa de acobertar os atos cometidos pelo suspeito. Diante disso, o irmão dela recebeu voz de prisão pela prática do crime de maus-tratos e ameaça contra a adolescente.

Os militares levaram a menor até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) São Benedito, e foi relatado por médico que a vítima tinha escoriações nas pernas.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários