Terça, 02 de Março de 2021
(34) 99869-4433
Polícia Artigo

A meteorologia em Uberaba

Guido Bilharinho

03/02/2021 04h00
Por: Redação

Orville Derby (1851-1915), o grande cientista estadunidense que residiu no Brasil, publicou na revista “Science”, vol. I, nº 2 (abril 1883), periódico da American Association for the Advancement of Science, o texto, seguido do quadro das precipitações pluviométricas em Uberaba de 1880 a 1882, sob o título “Rainfall of Uberaba, Province of Minas Gerais, Brazil”.

 

DRAENERT

 

         Conforme J. de Sampaio Ferraz, os estudos de Borges Sampaio foram continuados pelo cientista alemão Augusto Frederico Draenert (1838 – 1903), vindo em 1896 para Uberaba para dirigir e lecionar no Instituto Zootécnico de Uberaba. Do clima local, efetuou observações e análises de 1897 a 1900, deixando também a respeito três notáveis ensaios: “O Clima do Planalto Central do Brasil”; “O Tempo em Uberaba” (atualmente no blog bibliografiasobreuberaba) e “O Tempo Provável em Uberaba” (1903).

         Antes de residir, atuar e falecer em Uberaba, Draenert realizara estudos climatológicos do país:

         “Draenert foi o nosso primeiro climatologista, no sentido de lhe haver cabido a primazia de descrever e discutir o clima brasileiro em conjunto” (J. de Sampaio Ferraz, op. cit.);

         “Dentre [as contribuições] sobre clima, destacaram-se, em fins do século [XIX], os primeiros estudos de climatologia no Brasil, devidos a F. M. Draenert” (José Veríssimo da Costa Pereira, “A Geografia no Brasil”, in “As Ciências no Brasil”, vol. I.).

         Além disso, seu livro “O Clima no Brasil” foi citado por Euclides da Cunha em “Os Sertões”.

 

SÉCULO XX

 

         No decorrer do século XX continuaram em Uberaba os estudos climatológicos pelos pesquisadores Luís Marcos Duarte Nunes Filho (1903 a 1906), irmão marista Vilberto (1914 – 1915), José Alves Pinto (1931 a 1933), Wilson Jesus da Silva (autor do livro “80 Anos da Estação Climatológica de Uberaba”), Vanda Prata e outros.

         Em entrevista ao “Jornal de Uberaba”, de 6 de novembro de 1994, o climatologista Wilson Jesus da Silva apresentou os quadros da temperatura média anual em Uberaba de 1914 a 31/07/1994 e das médias das temperaturas máximas de 1931 a 31/07/1994, nos quais se tem, no primeiro, o pico em 1958 (25º±) e, no segundo, o máximo em 1963 (31º±).

         Em janeiro de 1998 foi inaugurada na Univerdecidade estação climatológica para coleta de dados meteorológicos.

ASTRO-DATUM-CHUÁ

 

         Além disso, a aproximadamente vinte quilômetros do perímetro urbano, foi marcado, segundo matéria do jornal “Vox” (de 12/05/1985), desde 1969 no Chuá o ponto denominado Astro-Datum-Chuá, “marco geodésico que posiciona o eixo central da América do Sul”, em decorrência de projeto desenvolvido pelo Comitê de Geodésia credenciado pela Comissão Cartográfica do Instituto Pan-Americano de Geografia e História.

         Conquanto isso, também se indica como centro geodésico continental a praça Pascoal Moreira Cabral, em Cuiabá/MT, qe teria sido fixado pelo marechal Rondon no longínquo ano de 1909, evidentemente sem auxílio do posterior desenvolvimento tecnológico.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Reflexões
Sobre Reflexões
Artigos diários
Uberaba - MG
Atualizado às 01h55 - Fonte: Climatempo
18°
Muitas nuvens

Mín. 18° Máx. 32°

18° Sensação
15 km/h Vento
82.8% Umidade do ar
90% (5mm) Chance de chuva
Amanhã (03/03)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 32°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Quinta (04/03)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 18° Máx. 33°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Ele1 - Criar site de notícias