Quarta, 08 de Dezembro de 2021
18°

Poucas nuvens

Uberaba - MG

Geral Artigo

Espiritualidade e saúde

Paulo Nogueira

04/02/2021 às 04h00
Por: Redação
Compartilhe:

A espiritualidade que, segundo definição do Grupo de Estudos em Espiritualidade e Medicina Cardiovascular (GEMCA), é um estado mental e emocional que norteia pensamentos, atitudes, ações e reações nas circunstâncias da vida de relacionamento intra e interpessoal, é um dos fatores que desperta interesse crescente. A definição mostra, de acordo com o Dr. Avezum, um dos pesquisadores, "que se trata de um estado motivado ou não pela vontade, e que é passível de observação e de mensuração". Espiritualidade e saúde. Para o cardiologista Dr. Ricardo Bedirian, professor-assistente da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) e da Universidade Estácio de Sá (Unesa), a abordagem integral do paciente é cada vez mais necessária na prática médica. Por abordagem integral, entende-se aquela que leva em consideração, além de aspectos físicos, questões mentais, emocionais, de relacionamento interpessoal, sociais e espirituais.

"O conceito de espiritualidade vai além de religião, da metafísica, e diz respeito principalmente ao porquê de estarmos aqui, a um propósito", afirmou ele durante apresentação em um congresso sobre medicina. ‘O impacto da espiritualidade na saúde já vem sendo investigado há tempos e, atualmente, há grande quantidade de pesquisas sobre o tema. Estuda-se cada vez mais o assunto porque a espiritualidade tem efeito sobre a qualidade de vida e sobre desfechos clínicos e, além disso, crenças auxiliam no enfrentamento. Estudos mostram também que os pacientes gostariam de abordar o tema com seus médicos’, destacou o palestrante. Segundo o Dr. Sergio Lívio Menezes Couceiro, do Hospital Santa Izabel e da Clínica Santa Helena, ambos em Cabo Frio, Rio de Janeiro, vários estudos apontam impactos positivos da religiosidade e da espiritualidade sobre a saúde. Há evidências, por exemplo, de que auxiliam na manutenção de valores pressóricos mais baixos, melhoram a função cardiovascular, contribuem para reduzir doença arterial coronariana, para o menor consumo de tabaco e de álcool, para o aumento da atividade física, para menores taxas de depressão e recuperação mais rápida da depressão, para um menor comportamento de aversão diante do estresse, para maior bem-estar e menor estresse psicossocial, e para maior longevidade.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias