Quinta, 25 de Fevereiro de 2021
(34) 99869-4433
Cidade Cidade

Nova variante da covid-19 já podem estar circulando e coloca município em alerta

Dia 24 de janeiro chegaram 18 manauaras para tratar em Uberaba, seis deles com a P.1, variante brasileira do novo coronavírus, mais contagiosa

18/02/2021 04h00
Por: Redação
Foto: André Santos/PMU
Foto: André Santos/PMU

Seis pacientes dos 18 que chegaram em Uberaba no dia 24 de janeiro para tratar da covid-19, no Hospital Regional José Alencar, estavam com a nova variante do coronavírus, a P.1, derivada de uma das variantes predominantes no país, a B.1.1.28, segundo o resultado dos exames enviados a Fundação Ezequiel Dias (Funed). A nova linhagem contém uma composição única de mutações, que ocorrem principalmente na proteína spike, responsável pela entrada do vírus nas células humanas.

O resultado do exame foi encaminhado para a Secretaria Municipal de Saúde pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), no dia 16, ou seja, seis dias após os últimos dois manauaras terem alta e voltarem para suas casas –11 de fevereiro.

“Por meio do sequenciamento genético, realizado no Laboratório Central de Saúde Pública de Minas Gerais (Lacen-MG), da Fundação Ezequiel Dias (Funed), foi detectada, em seis pacientes, a presença da nova variante do coronavírus”, informou a Prefeitura de Uberaba.

Dos seis pacientes manauaras identificados com a nova variante do Sars-CoV-2, detectada no Amazonas, quatro são homens e duas mulheres e somente uma paciente de 62 anos conseguiu sobreviver. Dos 18 pacientes de Manaus acolhidos no Hospital Regional, oito morreram, sendo que cinco deles apresentaram a variante do coronavírus. Dez recuperaram da doença.

 Desde quando deram entrada no hospital os pacientes foram mantidos em área isolada, pois já havia a suspeita que entre eles pudesse estar presente a nova cepa do vírus. De acordo com o médico infectologista Guilherme Henrique Machado, quatro servidores do HR que tiveram contato com os pacientes de Manaus, e que estavam com suspeita da covid 19, foram colocados em isolamento. Após o exame, dois testaram positivo no PCR e o hospital solicitou a análise do material, mas não há resultado até o momento. Todos tiveram a forma leve da doença.  Dois, inclusive, já retomaram a rotina diária.

“Mensagem encaminhada via ofício pela Secretaria de Saúde de Minas Gerais para a Secretaria Municipal esclarece que o monitoramento genético do coronavírus está sendo realizado pelo Lacen-MG e, até o momento, não é possível afirmar que a nova variante P1 está em circulação no estado de Minas Gerais”, diz a prefeitura, acrescentando que nos 17 dias que Uberaba esteve com os pacientes manauaras, não receberam nenhuma visita de algum familiar e não circularam pela cidade.

 

Variante P.1 gera preocupação de aumento na transmissibilidade

 

 

Várias cidades iniciaram o alerta para o risco de colapso no sistema de saúde com o aumento de casos devido às novas variantes do vírus, como em Manaus. Para o especialista professor Dr. Euclides Matheucci, diretor científico e co-fundador do laboratório de biotecnologia, DNA Consult, que produz testes diagnósticos para o vírus Sars-CoV2, mesmo que as variantes não tenham sido confirmadas em outras cidades, é possível que elas já estejam circulando em todo o país. O professor também alerta sobre os riscos maiores de transmissão.

Se o exame confirmou a cepa em seis pacientes manauaras, é provável que o vírus esteja circulando em Uberaba. Por coincidência, após a chegada dos manauaras a curva com os casos no município e ascendente.  

“É muito provável que a cepa de Manaus já esteja circulando em todo o país e isso trará problemas muito sérios para todos nós. Há evidências que sugerem que algumas das mutações na variante P.1, detectada em Manaus, podem afetar a transmissibilidade e perfil antigênico, o que pode comprometer a capacidade dos anticorpos gerados por uma infecção natural anterior ou por vacinação de reconhecer e neutralizar o vírus. Um estudo recente relatou um conjunto de casos em Manaus em que a variante P.1 foi identificada em 42% dos espécimes sequenciados no final de dezembro. Nesta região, estima-se que aproximadamente 75% da população tenha sido infectada com Sars-CoV2 em outubro de 2020. No entanto, desde meados de dezembro, a região observou um aumento de casos. O surgimento desta variante levanta preocupações sobre um potencial aumento na transmissibilidade ou propensão para a reinfecção de indivíduos por Sars-CoV-2”, afirma Matheucci.

O especialista também explica que os métodos diagnósticos são determinantes para descobrir as novas variantes, reforçando que o melhor método é o PCR em tempo real que possui análise simultânea dos genomas do vírus.

“É importante comentar sobre a eficiência do PCR Tempo Real no diagnóstico das diferentes variantes. Esta metodologia é indicada pelo CDC, OMS e Anvisa, onde são analisados simultaneamente dois segmentos do genoma viral. A maioria dos laboratórios têm trabalhado com o PCR analisando apenas um segmento do genoma viral. Uma publicação científica recente mostra que a análise de 10.022 genomas do Sars CoV-2 revelou 5.775 variantes distintas. Isso significa que a análise de apenas uma sequência do genoma viral é altamente perigosa e pode resultar em laudos falsos negativos. A qualidade do diagnóstico é muito importante neste momento”, acrescenta Euclides. 

Vale lembrar que especialistas afirmam que a nova cepa brasileira, chamada de P.1, foi elencada junto com as variantes descobertas no Reino Unido e na África do Sul como uma potencial forma mais contagiosa do vírus. Segundo os últimos dados divulgados pelo Ministério da Saúde, na última sexta-feira (12), o Brasil contava com cerca de 170 casos da P.1 em dez estados da federação.

A P.1 também já foi detectada em diversos países além do Japão e do Brasil. De acordo com a agência italiana de notícias Ansa, Reino Unido, Itália, Alemanha, Coreia do Sul, Irlanda, Índia, Canadá e Holanda são alguns dos países que já registraram casos positivos de infecções pela P.1.

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
-
Atualizado às 21h00 - Fonte: Climatempo
°

Mín. 19° Máx. 32°

° Sensação
km/h Vento
% Umidade do ar
80% (18mm) Chance de chuva
Amanhã (26/02)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 19° Máx. 29°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Sábado (27/02)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 19° Máx. 28°

Sol com muitas nuvens e chuva
Ele1 - Criar site de notícias