Quarta, 21 de Abril de 2021
(34) 99869-4433
Anúncio
Política Política

JBS Seara recorre à prefeitura para destravar projetos junto à Cemig

Representantes da JBS Seara, sede de Uberaba, procuraram a Prefeitura para solicitar ajuda na liberação de alvarás ambientais e, sobretudo, gestões junto à Cemig para ampliações de redes de energia elétrica em novos aviários.

26/02/2021 04h00 Atualizada há 2 meses
Por: Redação

Representantes da JBS Seara, sede de Uberaba, procuraram a Prefeitura para solicitar ajuda na liberação de alvarás ambientais e, sobretudo, gestões junto à Cemig para ampliações de redes de energia elétrica em novos aviários. Através de produtores integrados estão sendo investidos mais R$46 milhões no Município.

O coordenador de Agropecuária da JBS Seara, Rodrigo Moresco, e o veterinário Responsável Técnico da empresa, Guilherme Rocha, estiveram reunidos nesta quarta-feira (24), com o secretário municipal do Agronegócio, José Geraldo Borges Celani. Na visita, apresentaram o atual quadro da JBS Seara na cidade, com abate diário de 75 mil frangos, entre corte e caipira. A empresa conta com 82 produtores integrados, em torno de 190 aviários e 800 colaboradores diretos.

No entanto, ressaltou Guilherme Rocha que o principal motivo da visita foi para pedir ajuda ao titular da Sagri e à Prefeitura de Uberaba, como um todo, no sentido de auxiliar a empresa a destravar projetos para construção de mais 25 novos aviários em Uberaba, com investimentos na ordem de R$46 milhões, financiamentos já aprovados junto ao BNDES. O grupo alega dificuldades, sobretudo, na aprovação e execução da parte elétrica destes projetos pela Cemig.

“Nenhum deles, até agora, foi aprovado pela companhia e olha que tem pedidos de junho e julho de2020, dentre outras datas”, ressaltou o veterinário, enfatizando que sem a garantia de que a Cemig irá executar o serviço, estipulando um cronograma, é arriscado para o produtor dar início à construção do aviário.

O coordenador Rodrigo Moresco disse que os financiamentos, em sua maioria, são de novos produtores integrados. O investimento individual, salienta ele, varia entre R$ 2,3 milhões e R$ 4,8 milhões. “Os processos já estão todos montados e preveem, na parte elétrica, por exemplo, serviços de aumento de potência em transformadores e extensões de redes trifásicas. Mas apesar dos contatos e esforços junto à Cemig local, não conseguimos avanços”, lamenta, não só pela importância do empreendimento, como pelo fato do financiamento ser específico para cada produtor e que, se não utilizado dentro do prazo, volta à origem (BNDES), não tendo como ser transferido para outro interessado.

“Queremos que os representantes da Prefeitura nos ajudem na aprovação destes projetos junto à Cemig, o mais rápido possível. Além disto, pedimos que agilizem também as questões ambientais, sendo que no momento só tem um alvará pendente que é uma relocação de reserva ambiental”, ressaltou.

O secretário José Geraldo Celani acolheu a solicitação e imediatamente buscou contato com a gerência da Cemig Uberaba. “O certo é que vou pedir à gestão da prefeita Elisa Araújo junto à presidência da companhia em BH e, até mesmo, perante o governador Zema.  Não podemos perder um financiamento desta magnitude, no valor de R$46 milhões. Vamos auxiliar estes criadores de frangos e a empresa no que tiver ao nosso alcance”, garantiu o titular da Sagri.

Após a construção dos aviários e a entrada deles em operação, a expectativa da coordenação da JBS Seara é de que, no final de 2022, a unidade de Uberaba passe a abater 120 mil frangos/dia. Um aumento de 60% na produção.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias