Quarta, 21 de Abril de 2021
(34) 99869-4433
Anúncio
Agronegócio Agronegócio

Sagri e Fazu firmam parceria para auxiliar pequeno produtor

, projeto para o crescimento do agro na Área de Proteção Ambiental - APA do rio Uberaba

04/03/2021 04h00
Por: Redação

Através do sistema de parceria, as Faculdades Associadas de Uberaba (Fazu) e a Secretaria Municipal do Agronegócio (Sagri) vão desenvolver, ao longo de 18 meses, projeto para o crescimento do agro na Área de Proteção Ambiental - APA do rio Uberaba. A meta é de possibilitar ao pequeno produtor um investimento correto, seguindo a aptidão da sua área.

Uma reunião na Prefeitura de Uberaba serviu para as partes formalizarem esta parceria. Estiveram no encontro a assessora-geral da Fazu Heloisa Tinoco e o professor e coordenador do Curso de Agronomia, Diego Fraga. Já a PMU foi representada pelo titular da Sagri, José Geraldo Borges Celani e o chefe da Seção de Desenvolvimento Rural, Matheus Alves.

Como salientou Diego Fraga, o projeto se dará através do zoneamento ambiental e produtivo de uma significativa parcela da APA do rio Uberaba. “Em especial, vamos trabalhar as microbacias dos ribeirões Lajeado e Saudade, além do córrego dos Pintos. Nessas regiões que englobam Serrinha, Santa Rosa e Mata da Vida vamos levantar os estudos dos últimos 10 anos, atualizar os mapas diagnósticos das questões ambientais e produtivas e, como etapa final, entre novembro e dezembro de 2022, apresentar um Plano de Ação”, relatou.

De acordo com o professor de Agronomia, a proposta é com este plano, feito a duas mãos, por professores da Fazu e técnicos da Secretaria do Agronegócio, auxiliar os produtores em suas atividades de agronegócio na área em questão. Ele frisou que as tratativas estão nos arremates finais, com expectativa de iniciar os trabalhos até o final deste semestre.

Para o secretário José Geraldo Celani, estes estudos, devidamente catalogados, vão ajudar sobremaneira, tanto nos trabalhos dos técnicos como, sobretudo, na lida dos produtores. “Sabedores melhor da aptidão de cada área, eles tendem a acertar em seus investimentos, evitando conflitos. Com isto, vão produzir mais, sem agredir a natureza”, destacou Celani.

As tratativas, inclusive, com outros segmentos, já estão em andamento.  A expectativa das partes é de iniciar os trabalhos até o final deste semestre.

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias