Quarta, 22 de Setembro de 2021
(34) 99869-4433
Cidade Social

Bem-vindo! Bem-vinda

Bem-vindo!

18/04/2021 03h00
Por: Euripedes Antonio Campos
Bem-vindo! Bem-vinda

Domingo de flor.

Que brota e perfuma.

Um tempo de doçuras para ser feliz.

 

 

Assuma suas decisões

É comum atribuir ao destino os acontecimentos.

Humanos tem hábitos fortes de delegar à vida as responsabilidades.

Mas um breve momento de autoanálise é revelador!

Há mais força nas escolhas do que no acaso.

 

Vença suas limitações

É muito difícil carregar o peso da incapacidade.

Do tempo que temos há de se destinar uma parte para a evolução.

Precisam-se vencer os próprios obstáculos para valer a pena o existir.

Suas fortalezas pessoais nascem da coragem de eliminar boicotes próprios.

 

Cópias valem menos

Sonhe em porções saudáveis.

Evite fazer dos planos um manual de comparações.

Mostre suas próprias necessidades.

Lembre-se: no universo há mais valor no original.

 

Além das margens...

Aceite que há parcela de responsabilidade pessoal nos fracassos.

Compreenda os recomeços como exercício de vitória.

Defina que a fé será companhia e mande a culpa embora.

Siga resiliente e faça da flexibilidade uma ponte para vencer o intransponível.

 

Deixe ser para reconhecer

Respeite o direito do outro. Mesmo que lhe pareça torto.

Aprenda a reconhecer quando faz birra e pare de sapatear.

Lucidez é um estado de avanço e faz bem reconsiderar.

Se a vida é individual busque o que lhe faça ser do verbo amar.

 

Aprenda a demonstrar

Carinho é ato nobre de se valorizar.

Quem nunca recebeu pode aprender a dar.

Mas que economiza no afeto é melhor evitar.

Hesite em escolher quem sofre de mal estimar.

 

Escreva sua história sem plágio

Confronte seus desânimos.

Reveja antigos perigos.

Lembre-se onde reside seu paraíso.

E faça por merecer os sorrisos.

 

Pabulagem dos covardes

Vade-retro com sua inveja faceira.

Mau sintoma de cobiçar a habilidade alheia.

Abrenúncio toda infestação de raiva pela incapacidade.

Tarrenego o desperdiçar da vida e fica aí, comendo poeira.

 

Tenha um potencial

Que nessa pequena palavra, perdão, contenham os presentes verdadeiros.

Sejamos melhores, maiores, humanizados.

Enxergar um futuro do qual sejamos construtores.

Aumentar a paciência e renutrir os estoques de alegria.

 

Seja um semeador

Sonhos abalados são síndromes de desistência.

Acredite mais no poder da doçura, da compaixão, da solidariedade.

Tenha vergonha e princípios.

Esvazie-se desses desalentos.

Ânimo. Faça as pessoas brotarem.

 

 

Mantenha “guarda” na porta da sua mente

Você pode se tornar seu pior inimigo, se descuidar dos pensamentos que nutre.

Cuidado com as versões que decide acreditar.

A falta de questionamento pode levar a um caminho equivocado.

Mentiras repensadas tornam-se verdades absolutas.

Seja consciente e justo.

 

Pense no que é construção

Analise os acontecimentos com solidariedade e imparcialidade.

Tome decisões baseado na sua posição e pare de se deixar manipular.

O “interesse” do outro pode ser perigoso.

Somos o que fazemos, já disseram com louvor: “de boas intenções o inferno lotou".

 

Não tome decisões precipitadas

O impulso que nos salva, também, pode ser o que nos tira.

A arte de interpretar acontecimentos de maneira positiva é um ótimo princípio.

Pense com clareza sobre qual a real importância de determinadas coisas no seu dia.

Às vezes tornarmos importante o que é insignificante.

Tenha sabedoria para aprender a diferenciar.

 

Não é o que temos que nos faz feliz. É o que nos tornamos

Parar de perguntar para os outros e criar repertórios originais é vantajoso.

Mais confiança e determinação. 

Apoie na criatividade e na curiosidade inteligente.

Alegria na rotina e fé.

Coragem para mudar.

 

Movimento é a ousadia mais suprema do ser.

Você é quem está no controle.

Devemos nos libertar de nós mesmo.

Deixar de lado certas crenças limitantes.

Evite ser prisioneiros da própria baixa estima.

Nós erramos. Erram conosco. É fato e continuará a ser.

A evolução da inteligência emocional passa pelo aprendizado.

 

Sem desertos

Somos como terras: precisamos ser férteis de presenças que nutram.

O descuido e o desinteresse são promissores para o fracasso.

Essa de ficar na expectativa do outro mudar nos conduz a uma péssima rotina.

E diante de certas constatações saiba que quem muda é você.

 

Coragem é fertilidade

Existem nuances de cores e de sabores guardadas em algum pedaço de nós.

Um pulsar festivo que traz consigo todas as respostas.

E é preciso de muita coragem para traçar o limite, sempre tênue.

Tantas questões estão interligadas nesse despertar. 

 

Bom domingo.

Seja e faça feliz.

Fabiana Silbor

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Fabiana Silbor
Sobre Fabiana Silbor
Fabiana Silbor é Professora Universitária, radialista, apresentadora de televisão, jornalista, palestrante, gestora empresarial, articulista e pesquisadora nas áreas de ciências sociais e empresariais. Referência midiática, ela está no Jornal de Uberaba há nove anos, com uma página que promove conteúdo exclusivo, reflexões modernas, complexas e com doses cítricas. Fabiana Silbor foi repórter e apresentadora das Redes Integração, afiliada Globo, e Bandeirantes de Televisão.
Uberaba - MG
Atualizado às 10h59 - Fonte: Climatempo
26°
Nevoa seca

Mín. 23° Máx. 38°

27° Sensação
17 km/h Vento
51% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (23/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 39°

Sol com algumas nuvens
Sexta (24/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 38°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias