Quinta, 13 de Maio de 2021
(34) 99869-4433
Cidade Cidade

Educação promove reuniões sobre volta às aulas presenciais

Educação

02/05/2021 03h00
Por: Euripedes Antonio Campos

O retorno às aulas presenciais na rede municipal de ensino dominou a agenda da semana da Secretaria de Educação de Uberaba (Semed).

O tema foi tratado em reuniões com o Ministério Público, por meio da Promotoria de Justiça de Defesa da Educação e dos Direitos da Criança e do Adolescente, Sindicato dos Educadores do Município (Sindemu), Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Uberaba (Comdicau), Conselho Municipal de Educação e gestores das 75 unidades escolares da rede e Organizações da Sociedade Civil (OSCs) parceiras, além dos secretários municipais de Saúde e Desenvolvimento Social e chefia de gabinete.

Secretária de Educação, a professora Sidnéia Zafalon informou que todas as medidas necessárias para a retomada do modelo presencial estão sendo tomadas, assim como assegurou que em momento algum as escolas deixaram de ministrar aulas aos alunos da rede, sendo adotado o modelo remoto.

Sidnéia, pondera, contudo, que se de um lado as escolas e Cemeis estão se preparando para receberem os alunos e servidores com segurança, de outro, os números da pandemia não arrefecem. Nesse sentido, ela voltou a defender, durante as reuniões, a vacinação dos trabalhadores da Educação, como já foi solicitado pela prefeita Elisa Araújo ao presidente da República, Jair Bolsonaro.

Para o representante do Ministério Público, não se pode condicionar a vacinação com a volta às aulas. André Tuma solicitou à Semed um plano de retomada das atividades presenciais. Para ele, não justifica a Prefeitura autorizar a rede privada voltar e manter as aulas remotas no Município.

O também promotor de Justiça, Rafael Calil Tannus, assinalou que o Ministério Público irá acompanhar todo o processo.

Ao MP e ao presidente do Sindemu, Bruno Ferreira, a secretária disse que avalia voltar em agosto com aulas híbridas e escalonamento, "mas qualquer decisão depende da evolução da pandemia". A comunidade escolar também será ouvida.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias