Segunda, 21 de Junho de 2021
(34) 99869-4433
Esporte Esporte

Libertadores: brasileiros têm a maior média de gols da fase de grupos

Libertadores: brasileiros

12/05/2021 03h00
Por: Euripedes Antonio Campos

Nunca antes na história da fase de grupos da Libertadores, os clubes brasileiros foram tão ofensivos. Levantamento realizado desde 2000, quando o torneio continental passou a ser disputado por 32 times divididos em oito chaves com quatro cada, aferiu que a média de gols dos sete representantes do país é a mais alta em 22 anos no atual formato.

Atlético-MG, Flamengo, Fluminense, Internacional, Palmeiras, Santos e São Paulo marcaram juntos 51 gols em 21 jogos na primeira metade da fase de grupos — média de 2,42. O desempenho mais próximo disso aconteceu na edição de 2003. À época, a média dos quatro times do país na competição bateu em 2,29. Há uma diferença: a Libertadores deste ano está apenas no início. A quarta rodada da fase de grupos começa nesta terça-feira (11/5), ou seja, os sete brasileiros manterão os pés calibrados no segundo turno?

Três times brasileiros dividem o status de ataque mais positivo da fase de grupos: Internacional, Flamengo e o atual campeão Palmeiras foram às redes 10 vezes cada um em três jogos. Com média de 3,33, assistir aos jogos desses três times é diversão garantida ou dinheiro de volta.

Curiosamente, o trio não faz parte de grupos com “bambalas e arimateias”. O Flamengo, por exemplo, tem dois adversários campeões da Libertadores como adversários: Vélez Sarsfield e LDU. Ambos sofreram seis gols da equipe rubro-negra. O Union Calera, rival de nesta terça-feira, no Chile, foi goleado por 4 x 1, no Maracanã.

O Palmeiras mede forças no A com os dois campeões recentes da Copa Sul-Americana. Um deles, o Independiente del Valle, adversário de nesta terça-feira, foi arrasado por 5 x 0 pelo alviverde no Allianz Parque. O Defensa y Justicia derrotou o Palmeiras na decisão da Recopa-Sul-Americana. O mais fraco é o Universitario, porém, o time peruano vendeu caro a derrota por 3 x 2, em Lima, no Peru.

Em tese, o Internacional caiu em um grupo acessível, mas conta com a companhia do bicampeão Olimpia. No entanto, o campeão paraguaio virou presa fácil, no Beira-Rio, ao perder por 6 x 1 na semana passada. O Always Ready da Bolívia derrotou o colorado na estreia. Em contrapartida, o time gaúcho passou pelo Deportivo Táchira por 4 x 0.

Rolos compressores da fase de grupos, Flamengo, Internacional e Palmeiras entrarão em campo, hoje, na abertura da quarta rodada. Líder do Grupo G com 100% de aproveitamento, o Flamengo visitará o Union La Callera. Embalado, pode até carimbar vaga para as oitivas em caso de vitória. É possível até avançar em primeiro lugar com duas rodadas de antecipação caso haja empate entre Vélez Sarsfield e LDU.

O Palmeiras também defenderá os 100% de aproveitamento, mas contra um adversário a mais do que o Independiente del Valle: a altitude de 2.850m de Quito.

A sistuação do Internacional não é tão confortável. O colorado divide a liderança do Grupo B com o Always Ready, ambos com seis pontos. Olimpia e Deportivo Táchira estão na cola de ambos.

O Santos vive a situação mais desafiadora. Ontem, apresentou o técnico Fernando Diniz. O sucessor de Ariel Holan tentará evitar a eliminação precoce do atual vice-campeão. O Peixe tem três pontos, acumula duas derrotas e encara, nesta terça-feira, o Boca Juniors, pela permanência no torneio.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias