Segunda, 21 de Junho de 2021
(34) 99869-4433
Cidade Bastidores

COMBATE O SUPERENDIVIDAMENTO

COMBATE

13/05/2021 03h00
Por: Euripedes Antonio Campos

COMBATE O SUPERENDIVIDAMENTO

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (11) o projeto de lei que cria regras para prevenir o superendividamento dos consumidores, proíbe práticas consideradas enganosas e prevê audiências de negociação. A matéria é de autoria do senador José Sarney (PMDB/AP) e foi aprovada em 2015. Como foi modificada pelos deputados o texto retorna para análise do Senado. 

 

CPI DA COVID

O depoimento de Fabio Wajngarten, ex-secretário de Comunicação do governo federal, prestado nesta quarta-feira (12/5) na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da COVID, instalada pelo Senado Federal, incomodou alguns senadores. Relator da comissão, Renan Calheiros (MDB-AL) disse que Wajngarten incriminou Jair Bolsonaro (sem partido), presidente da República, e sugeriu que o depoente seja preso caso tenha mentido na comissão.

 

MULTA POR NÃO USAR MASCARAS

Em Uberaba, centenas de pessoas ainda insistem em não usar, em locais considerados obrigatórios, a máscara que ajuda a evitar a infecção da COVID-19. De 582 autuações por descumprimento às regras de enfrentamento à COVID-19 aplicadas na cidade nos quatro primeiros meses deste ano, 413 estão relacionadas ao principal item de prevenção à doença, ou seja, o uso da máscara facial, cobrindo boca e nariz.

 

R$ 2,9 MILHÕES A CAETANO VELOSO

A Justiça do Rio de Janeiro negou novo recurso do guru bolsonarista Olavo de Carvalho, 74, que alega não ter como pagar ao cantor Caetano Veloso, 78, uma multa acumulada de R$ 2,9 milhões por conteúdo ofensivo contra o artista. A decisão cabe recurso. A ação começou em 2017 quando Carvalho publicou mensagens nas redes sociais chamando o cantor de "pedófilo". A advogada Clara Leite, que defende Caetano, explica que foi preciso entrar com uma carta rogatória na Virgínia (EUA) onde Carvalho tem residência para fazer a intimação.

 

CONTRA A VENDA DAS ESTATAIS

O deputado estadual Cristiano Silveira (PT) apresentou nesta terça-feira (11) uma proposta de emenda à Constituição (PEC) para impedir que o governo de Minas venda ações que empresas estatais possuem em outras empresas sem a aprovação da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). Atualmente, a Constituição Estadual prevê que o processo de privatização ou desestatização das empresas estatais tem que ser aprovado pelos deputados.

 

TROCA DE COMANDO

A Codemge e a Codemig anunciaram nesta terça-feira (11) a escolha de um novo diretor-presidente: o economista Thiago Toscano, que até então comandava o Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (Indi), responsável por atrair investimentos para o Estado. Ele vai substituir Fábio Amorim, que tinha assumido o posto em junho de 2020. Também houve substituição na Diretoria de Finanças e Relacionamento com os Investidores: Tadeu Barreto Guimarães deu lugar para Eduardo Zimmer Sampaio, executivo dos setores siderúrgico, público, de serviços e varejo.

 

COVID MINAS

Minas registrou 9.764 casos e 373 mortes por COVID-19 em 24 horas. De acordo com o boletim epidemiológico, divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde, nesta quarta-feira (12/05), Minas totaliza 1.433.481 casos e 36.495 mortes. Na média móvel de mortes, são 237 por dia. Em 29 de abril, eram 300. Portanto, houve uma queda de 21% na média móvel de mortes em duas semanas. Na média móvel de casos, são 6.524 novos por dia. Há duas semanas, eram 7.015. Portanto, houve queda de 7%, percentual que aponta estabilidade na transmissão no estado.

 

SAUDADES

O presidente Jair Bolsonaro comentou nesta quarta-feira (12/5) sobre as futuras eleições e eventual reeleição. O chefe do Executivo disse que, no futuro, "o governo deixará saudades" por conta do perfil técnico. "É um governo que também erra. Mas um governo que, enquanto durar o nosso mandato, vai buscar fazer o melhor para todos. Tenho certeza, um governo que no futuro, não sei se em 2022 ou 2026, vai deixar saudades pelo perfil das pessoas que passaram por ele. E nós temos a obrigação de fazer isso, não é virtude. É o que tem que ser feito", afirmou, durante anúncio da Caixa para investimentos em preservação no Planalto.

 

DATAFOLHA

Pesquisa feita pelo Instituto Datafolha revelou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera as intenções de votos para a corrida presidencial em 2022. O petista tem 41% da preferência dos eleitores, contra 23% de Jair Bolsonaro. Já em um eventual segundo turno, Lula registra 55% das intenções de voto, contra 32% que preferem Bolsonaro.

 

FINAL DA FILA

Em seguida, aparece o ex-ministro da Justiça Sergio Moro (sem partido), com 7% das intenções. Depois, vem o ex-ministro da Integração, Ciro Gomes (PDT), com 6%, o apresentador Luciano Huck (sem partido), com 4%, e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), com 3%. Empatados com 2% estão o ex-ministro da Saúde, Henrique Mandetta (DEM) e o empresário João Amoedo (Novo), candidato na última eleição. Segundo a pesquisa, 9% dos eleitores votariam em branco, nulo ou em nenhum dos candidatos, e 4% se consideram indecisos.

 

SEGUNDO TURNO

Além da vitória de Lula contra Bolsonaro em um eventual segundo turno, a pesquisa também testou outros cenários. Lula também venceria caso enfrentasse Moro (53% a 33%) e Doria (57% a 21%). Já Bolsonaro aparece tecnicamente empatado com Doria, com 39% para o presidente e 40% para o governador paulista, e seria derrotado por Ciro Gomes (48% a 36%)

Ao todo, foram ouvidas 2.071 pessoas de forma presencial entre esta terça-feira e quarta-feira (11 e 12/5). A margem de erro é de 2 pontos percentuais.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias