Segunda, 21 de Junho de 2021
(34) 99869-4433
Esporte Esporte

EUA cancelam treinos e Toyota considera deixar os Jogos

EUA cancelam treinos

14/05/2021 03h00
Por: Euripedes Antonio Campos
Com avanço da Covid-19, patrocinadores já consideram sair dos Jogos - Divulgação COI
Com avanço da Covid-19, patrocinadores já consideram sair dos Jogos - Divulgação COI

Uma reunião agendada para hoje entre membros do corpo executivo do Comitê Olímpico Internacional (COI) deve trazer diretrizes para os próximos passos em relação à realização – ou não – dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Com data de início em 23 de julho, a edição passa por uma verdadeira prova de fogo que coloca em lados opostos organizadores, governo e opinião pública. Além disso, patrocinadores já consideram sair dos Jogos.

A Toyota, patrocinadora oficial do evento, emitiu comunicado se dizendo em conflito sobre seu apoio à realização do evento. O diretor de operações da marca, Jun Nagata, afirmou: “Como patrocinadores, parte nosso coração ver o descontentamento público dirigido aos atletas. Para ser honesto, estamos em conflito sobre qual é o melhor plano de ação”.

A preocupação do patrocinador teria vindo à tona principalmente depois dos rumores de que a seleção norte americana de atletismo teria cancelado o acampamento de treinamento pré-olímpico, marcado para o início de julho nos arredores de Tóquio.

pandemia continua atingindo a capital do Japão, e a capital enfrenta um terceiro estado de emergência em meio ao aumento dos casos da Covid-19. Protestos contra a realização das Olimpíadas estão ganhando força, e uma nova petição online pedindo o cancelamento dos já conta com mais de 300 mil assinaturas. Frente a esse cenário, não somente a Toyota mas também outros patrocinadores já consideram sair dos Jogos.

Um dos principais problemas para o Japão continua sendo a lenta implementação de seu programa de vacinas: apenas 2,6% de uma população de 126 milhões do país foi imunizada até o momento.

Um artigo no New York Times do acadêmico e ativista anti-olimpíadas Jules Boykoff na quarta-feira pediu o cancelamento do evento. “É hora de ouvir a ciência e deter a charada perigosa”, disse.

Outro lado
O governo japonês e o COI permanecem firmes em sua posição, garantindo que os Jogos serão realizados, e de maneira segura. A OMS também está otimista, até o momento. O diretor executivo de emergências de saúde da entidade, Michael Ryan, disse que “tem havido muito trabalho e preparação para manter delegações, funcionários e atletas seguros”.

Ryan afirmou também que nada está absolutamente definido, e que tanto o governo local quanto o COI ainda devem divulgar diretrizes finais relacionadas ao avanço da Covid-19 no Japão. A decisão dos apoiadores oficiais, entretanto, será crucial: se um patrocinador de grande porte como a Toyota, desistir de apoiar a realização dos Jogos, as chances de eles realmente acontecerem é reduzida a praticamente zero.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias