Segunda, 21 de Junho de 2021
(34) 99869-4433
Cidade Bastidores

EXÉRCITO NA RUA

EXÉRCITO NA RUA

15/05/2021 03h00
Por: Euripedes Antonio Campos

EXÉRCITO NA RUA

Enfrentando governadores e prefeitos no combate à pandemia, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que 'já deu o recado' e que daqui pra frente vai agir. A declaração foi feita nesta sexta-feira (14/5) a apoiadores no Palácio da Alvorada. Um grupo de bolsonaristas se queixou com o presidente sobre as medidas restritivas de prefeitos e governadores. Em seguida, Bolsonaro responde: “Eu não fechei nada. O meu Exército só vai para a rua para manter a liberdade de vocês.

 

FILHO DO CAPETA

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira (14/5) que caso o ex-presidente Luíz Inácio Lula da Silva, chamado por ele de 'filho do capeta', concorra às eleições de 2022 e vença, 'nunca mais vai sair'. Declaração foi dada a apoiadores na saída do Palácio do Alvorada, antes de viagem à cidade de Terenos, no Mato Grosso do Sul, onde participará da cerimônia de entrega de títulos de propriedade rural.

 

AVALIAÇÃO DE 

BOLSONARO

Para 51% dos brasileiros, a gestão da pandemia da COVID-19 do presidente Jair Bolsonaro é ruim ou péssima, mostrou uma pesquisa do Instituto Datafolha divulgada na noite dessa quinta-feira (13/5). O número é três pontos percentuais menor do que o analisado em março. A quantidade de pessoas que considera o governo bom ou ótimo em relação à crise sanitária é de 21% e os que consideram regular é de 27%. 1% dos entrevistados afirmou que não sabe opinar.

 

ESCLARECIMENTOS

O vereador Tulio Micheli (PSL) protocolou requerimento em que solicita ao Executivo esclarecimentos sobre compra de testes para detecção da Covid-19. No último dia 12, em release encaminhado à imprensa, a Prefeitura divulgou que, para atender demanda do Plano de Testagem, fez a compra de 20 mil testes de Covid-19, que devem chegar nos próximos dias. No requerimento, Tulio Micheli também pede a quantidade disponível de testes de Covid-19 nos estoques da Secretaria Municipal de Saúde/rede municipal de saúde até o dia 13 de maio.

PUNIÇÃO

O diretório do Novo em Minas Gerais confirmou nesta quinta-feira (13) a suspensão da filiação do deputado estadual Bartô (Novo). Em nota, o partido disse que todos os filiados têm o dever de se portarem “de forma ética, legal e moral”. Dois episódios pesam contra Bartô internamente na sigla. O primeiro é a participação dele no episódio envolvendo a prisão do analista de segurança da informação Filipe Cezário em uma manifestação pró-Bolsonaro no dia 1º de maio. Na ocasião, Bartô acompanhou a ação da Polícia Militar, chegando inclusive a entrar no prédio de Cezário e subir. Bartô informou que ainda não recebeu a notificação oficial do partido e que por isso não pode se posicionar sobre a suspensão.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias