Segunda, 21 de Junho de 2021
(34) 99869-4433
Cidade Social

Olésia Borges

“Céu de Brigadeiro”...

15/05/2021 03h00
Por: Euripedes Antonio Campos
A aviação executiva foi impactada positivamente pela pandemia da Covid19. A empresa líder desse segmento no país, cresceu 25% no ano passado e projeta um crescimento de 32% para este ano
A aviação executiva foi impactada positivamente pela pandemia da Covid19. A empresa líder desse segmento no país, cresceu 25% no ano passado e projeta um crescimento de 32% para este ano

“Céu de Brigadeiro”...

... A pandemia da Covid-19 impactou negativamente diversos setores da economia mundial. Apesar da crise enfrentada pela economia em todo o mundo, o setor da aviação executiva, voou em “céu de brigadeiro”, sendo atingido de forma positiva pela crise, ao contrário do que aconteceu com a aviação comercial. Destinos nacionais foram priorizados, já que o fechamento das fronteiras internacionais e a privacidade nos voos de lazer e de negócios foram fatores decisivos para esse crescimento, bem como os voos médicos e de carga. A Avantto, empresa líder no segmento de compartilhamento de aeronaves executivas, registrou em 2020, um aumento de 25% no seu resultado operacional, em comparação com o ano anterior. E a tendência é que esse número cresça. A empresa, detém 65 aeronaves em sua frota e aproximadamente 450 usuários ativos, em seu sistema de compartilhamento e projeta fechar o ano de 2021 com um aumento ainda maior, algo em torno de 32% de crescimento.

 

Ventos a favor...

...Para Rogério Andrade, CEO e sócio da Avantto, o aumento do uso de aeronaves executivas durante a pandemia teve origem em dois fatores, a menor oferta de voos comerciais, o que piorou a já difícil tarefa de se locomover no país e, a necessidade das pessoas de não se aglomerarem  em aeronaves lotadas. Outro fator apontado como positivo para impulsionar ainda mais esse cenário favorável foi a regulamentação sobre compartilhamento de aeronaves no Brasil, aprovada em fevereiro deste ano, pela ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) e que deverá entrar em vigor a partir do ano que vem. O texto determina limitações de cotas por aeronave e definição de responsabilidades legais, além de exigências mais rigorosas quanto ao treinamento dos pilotos, manutenção de aeronaves e Sistemas de Gerenciamento de Segurança Operacional. Tais medidas deverão contribuir para acelerar o desenvolvimento do segmento da aviação executiva, que já vinham com tendência de alta. Rogerio Andrade afirma ainda, que as recentes medidas anunciadas deverão promover uma maior competitividade ao setor, promovendo também uma depuração do mercado, já que apenas as empresas sérias, dispostas a investir na qualidade das operações e segurança, se adaptarão ao novo regulamento. A sinalização é de que os ventos serão ainda mais favoráveis para o segmento da aviação executiva.

 

13 de maio ...

... Na data de 13 de maio os católicos celebram e homenageiam. Nossa Senhora de Fátima. Nesse mesmo dia, no ano de 1917, Nossa Senhora fez sua primeira aparição em Fatima, Portugal aos três pastorinhos, Lucia, Jacinta e Francisco. Além da data marcar um dia de homenagens à Mãe de Jesus, no Brasil é comemorada também a abolição da escravatura, com a assinatura da Lei Aurea, pela princesa Isabel, na data de 13 de maio de 1888. 

 

13 de maio diferente...

... Devido a pandemia a data da abolição da escravatura em Uberaba este ano, foi comemorada de forma diferente. Em lugar dos tradicionais festejos, uma ação foi desenvolvida junto as emissoras de rádio e comunicação da cidade. A campanha consistiu na reunião de nomes de figuras expressivas e lideranças negras de vários segmentos que deixaram suas mensagens pela data. O objetivo foi mostrar as qualidades de pessoas importantes e atuantes em nossa comunidade. Em forma de spot de quinze segundos, esses áudios foram editados e encaminhados para os veículos de comunicação. De acordo com Sinfrônio Junior, um dos líderes e organizadores das festas de Ternos de Congos, Moçambiques e Afoxés, comemorar a data desta forma foi além das tradições folclóricas e culturais. “A campanha atingiu pessoas que, tradicionalmente não faziam parte das comemorações e nunca saíram às ruas para dançar e comemorar nossa libertação e, muitas dessas pessoas vivem e sofrem com o racismo e o preconceito”.

 

Participantes e parceiros...

...A  campanha deste 13 de maio em nossa cidade, contou com a participação de Ana Elisa Gonçalves, arte educadora, Bia de Osumaré, líder candomblecista, João Eurípedes de Araújo, historiador do Arquivo Público, Maria Abadia Vieira da Cruz, presidente Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial (Compir), Moisés Mizael, capitão de Terno de Gongo, Odo Adão, médico cirurgião plástico, Ronaldo Amâncio, líder evangélico, Ronaldo Reis, advogado, Sinfrônio Junior, um dos líderes do movimento negro, Valdir Assis, produtor cultural, Padre Valmir Ribeiro, pároco da Catedral Metropolitana e Vanessa Alves, diretora de sindicato do segmento da construção civil. As emissoras de rádio da cidade, que abraçaram a ideia gratuitamente foram: Rádio América, Rádio Jovem Pan, Radio Mulher FM, Rádio Sete Colinas, Rádio Supersom, Rádio Terra e Rádio Universitária. A ação contou ainda com participação voluntária desenvolvida pela empresa Durynek Comunicação em parceria com o produtor de eventos, Renato Bessa.

 

Dia do Automóvel...

... No dia 13 de maio de 1934, Getúlio Vargas, então presidente do Brasil, assinou um decreto que criou, no país, o “Dia do Automóvel”, comemorado também na data de 13 de maio. Em Minas Gerais, de acordo com a Fiemg, o ano de 1976 foi um marco para o setor industrial mineiro, com a implantação da fábrica da Fiat em Betim, na RMBH. O primeiro veículo a circular no país, foi um Daimler, importado em 1893 pela família de Santos Dumont. A norte americana Ford foi a primeira empresa a montar uma fábrica no país, em 1919, em São Paulo. No Brasil, o setor automotivo exerce papel importante em nossa economia, com mais de 6 mil empresas e cerca de 420 mil empregos. Em Minas Gerais, o setor conta com 589 empresas, responsáveis por mais de 48 mil empregos. No estado, o setor é responsável por 6,8% do valor bruto de produção e por 2,7% do valor exportado pela indústria. Os principais destinos das exportações do setor são Argentina (30,4%), Polônia (18,2%), Itália (15,8%) e México (15,8%). A data de 13 de maio marca também o “Dia do Zootecnista”, comemorado pelos Conselhos Regionais de Medicina Veterinária (CRMVs) através de ações que homenageiam e valorizam os profissionais dessa área no Brasil.

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias