Sexta, 24 de Setembro de 2021
(34) 99869-4433
Cidade Social

Fabiana Silbor

Bem-vindo Bem-vinda

06/06/2021 05h00
Por: Euripedes Antonio Campos
Fabiana Silbor

Algumas pessoas nós temos que aprender a conviver.

Mas as que podemos escolher, amigos, relacionamentos, equipes farão seus dias brilhantes ou foscos; coloridos ou desbotados; doces ou amargos…

Porque as pessoas que você tem que tolerar e não as quis é um exercício simples.

Mas as pessoas que você decidiu permitir na sua vida são as que exigirão seus maiores atributos e seus melhores valores.

 

Viver é uma jornada solitária que pode milagrosamente ser compartilhada.

Nos seus piores momentos e nas suas boas vitórias os escolhidos serão as suas companhias.

Penso que é como uma composição quando você define as notas musicais que vão fazer parte do arranjo.

Às vezes a melodia é suave, às vezes frenética, às vezes estranha.

E pode ter certeza: em algum momento irão partir o seu coração, você vai se decepcionar, será triste.  Mas também farão parte dos momentos mais felizes, mais intensos e mais incríveis. 

 

E tem o tempo de perdoar e tem tempo de finalizar os ciclos.

Quando para sempre é só o agora, essa decisão muda tudo.

O cuidado nem é feito só do que nós queremos. 

Às vezes, é necessário que sejam feitas coisas de uma forma à revelia do que se espera para a gente crescer, desacomodar, desalojar.

 

Tenha sabedoria e bom discernimento para entender o que é para o seu bem e o que te desrespeita. 

Aumente a fé, amplie a gratidão, diminua a carência, minimize a expectativa.

Expresse a sua amizade, o seu amor, o seu apoio…

Trate as pessoas com empatia, delicadeza, faça ser “presente”.

 

Não é quem lembra de você quando está de madrugada à toa.

É quem não te esquece mesmo nas horas mais ocupadas.

Seja lúcido, seja forte, seja real, para se despedir de quem não quer ser o melhor para você. Pode ser uma pessoa, pode ser uma relação, uma situação…

Mas também esteja pronto para ser presença.

 

Demonstre. Ninguém tem bola de cristal.

Fale, escreva, chore junto, faça planos, ria muito.

Vai de mãos dadas.  Que nada te impeça de ser feliz.

E que nunca, nunca, nem você mesmo, se impeça de fazer alguém feliz.

 

Deveria evitar...

Mas estou querelante.

E nada longe de ti me satisfaz!

A vontade ficou permanente. 

 

Quero deixar em ti o meu desabrochar.

Requeira o ser em mim!

Reivindique seus deleites em nós.

Meus sentidos reprisam ilusões.

 

E pedem a memória que transforme cenas em entregas.

Penso muito em você. Sem direito, concebo.

E de tudo que penso, me retiro.

Difícil é explicar isso nesse tempo insano...

Para um coração que não quer mais esgrima.

Para um corpo que aquece por pulsar.

Vertigem insana numa poesia sem rima.

Que soletra vontades que não querem se aquietar.

 

É importante combater a violência, a discriminação e o preconceito.

Fazer amor é mais do que erotismo. É realizar afetos no cotidiano das relações.

Faça uma escolha sábia: faça amor pelo direito de ser feliz.

E, deixe o outro ser também sem hipocrisia.

 

Respeitar e cuidar bem da própria vida são sintomas de evolução.

Ah... e para quem cultua a ignorância, nem perde tempo e chama a polícia.

Homofobia é crime inafiançável e imprescritível.

 

Cuidado. Você pode ser o maior vilão da sua história.

Está difícil porque agora você é obrigado a olhar para dentro. Tem que conviver com a sua própria vida, suas escolhas, sua companhia e reconhecer o que precisa melhorar. Por tanto tempo as coisas do mundo te levaram para fora. Balada, pegação, excesso de trabalho, mil compromissos, dinheiro, ambição, vaidade, status... Agora é você com você mesmo. É a oportunidade. Talvez a mais dolorosa que já se viu. Porque no meio de uma doença tão cruel se a morte de tanta gente não dói no seu coração acredite: alguma coisa aconteceu com você. A sua humanidade está gritando para ser ouvida. A sua evolução está pedindo uma chance longe das distrações rasas e artificiais. 

 

E no meio de tanta guerra é hora de lutar para resgatar a paz. Você precisa voltar a sentir a emoção genuína que Deus fez em ti quando te criou. Pare de perder tempo na defesa do inútil. Não é o partido, o protocolo, o fulano que vai mudar tudo. É você. No momento que parar de se enganar e se iludir você vai levantar, sua força será restaurada, sua fé irá prover o que falta. Será preciso compaixão, humildade, entendimento, fraternidade e lealdade verdadeiros. Você é raridade. É tão sem sentido esse ódio, essa rivalidade, essa disputa, essa verdade imposta. Onde anda seu respeito? Enquanto continuarmos a agir como bichos, deixar nosso instinto animal tomar conta, estaremos longe da maior graça recebida: a bênção de encontrar no outro um aliado. De se unir para que a vitória seja de todos. Cuidado você pode ser o maior vilão da sua história. Parece que você está lutando contra algo, mas essa é a sua batalha. Você veio só e partirá sozinho. Esse o momento de perder o mundo e ganhar a si mesmo: ame ao próximo como a... Entendeu agora?

 

Chips ‘hackeando’ corações, liderando paradas de sucesso. Alcoólicos anônimos só na lotação de tanta gente trocando resiliência por litrão. Nos ‘piseiros’ desse 'terreirão' todo mundo especialista em aglomerar: dois para lá e dois para cá e acaba, que fica tudo no mesmo lugar. 

 

“Putaria clássica”, o novo estilo musical, com direito a clipe com solo ao piano e bailarina na ponta, é a notícia em alta. É tanta Rita, Letícia, Jenifer e Virgínia que ninguém lembra mais de Anna Júlia, Lady Laura, Bete Balanço ou Luiza do Jobim. É um tempo veloz, voraz, cada vez mais para quem se contenta com apraz, instantaneamente raso. E quem, depois de séculos, já pode atirar a primeira pedra? Uai, se ninguém podia, agora, então... é que que jamais poderão... É vida que segue. 

 

Os tempos são espelhos das relações e das reações. Tirando o atraso da evolução e o que perdemos em meio aos medos, sigamos até o dia que retornem os abraços e possamos exibir o sorriso, ainda, escondido, onde Deus fez morada. Cuida universo dos que sofrem com as perdas e proteja os que salvam. É partilhando o que você é que a eternidade acontece./

 

Deus quero parar de reclamar.

Seguir sendo bondade sem esperar troca.

Renova meus olhos com a sua luz.

Mude a minha mente e amplie minha compreensão.

Quero continuar lutando pelo que acredito.

 

Amplia minha humildade. No lugar de ilusão põe lucidez.

Peço força e coragem para ajudar meus amigos.

E serenidade para me defender com cuidado... até para com quem me fere.

Transforme a dor do meu peito em compaixão.

Minimiza minha ignorância e amplia meu perdão.

 

Se você não quer usar máscara, nem manter o distanciamento social...

Se você não se importa se vai pegar ou não...

Se você tem tanta necessidade de aglomerar...

Se você precisa de balada, de sair...

Se você não se importa em estar assintomático e transmitir...

Se você não tem compaixão de ti ou dos seus...

Como teria de quem você nem conhece, né?

E, assim a gente vai perdendo...

 

Perdendo centenas de pessoas...

Perdendo os valores...

Perdendo a pouca humanidade...

Quem não se importa segue...

Quem se sente impotente segue...

Quem não se sente responsável segue...

Mas não vem nada na sua mente?

Não acontece nada no seu coração?

Nenhuma lágrima?

Nenhuma dor?

Então, não se engane...

Há muito mais de psicopata em ti do que no personagem da série.

 

Porque tudo o que está acontecendo, também, é parte de todos nós.

Cada um sabe a sina, a missão...

De verdade? A passeio na terra ninguém está.

Então, como o tempo, também, segue, ficará em cada qual o feitio e a escolha.

Quem sabe hoje você pode pensar...

Como bicho racional, quem sabe... quem sabe...

 

Quem sabe todas essas coisas desimportantes percam espaço para honrar quem está trabalhando dia e noite para que as pessoas vivam... para tentar vencer os desafios de uma pandemia... 

Por todo o passado a humanidade decepcionou, mas será sempre assim?

Troco vidas por prazeres rasos?

... sigo na contramão. 

Crente que o livre arbítrio que assassina é o mesmo que salva.

 

Cada um escolhe por onde seguir.

Porque quando acabar você será o que construiu.

Dos fazedores de pontes, dos fazedores de precipícios.

A mim, peço humildemente coragem para que meus troféus sejam de lealdade, da luta pela bondade, de gratidão e fé.

 

1 comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Fabiana Silbor
Sobre Fabiana Silbor
Fabiana Silbor é Professora Universitária, radialista, apresentadora de televisão, jornalista, palestrante, gestora empresarial, articulista e pesquisadora nas áreas de ciências sociais e empresariais. Referência midiática, ela está no Jornal de Uberaba há nove anos, com uma página que promove conteúdo exclusivo, reflexões modernas, complexas e com doses cítricas. Fabiana Silbor foi repórter e apresentadora das Redes Integração, afiliada Globo, e Bandeirantes de Televisão.
Uberaba - MG
Atualizado às 18h23 - Fonte: Climatempo
32°
Nevoa seca

Mín. 19° Máx. 36°

30° Sensação
7 km/h Vento
24% Umidade do ar
90% (8mm) Chance de chuva
Amanhã (25/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 38°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Domingo (26/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 37°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias