Irmãos são mortos

Irmãos são mortos na frente da mãe no Arquelau

Juliano Carlos

10/09/2019 06h00Atualizado há 2 meses
Por: Redação
Duplo homicídio foi registrado no fim de semana pela PM
Duplo homicídio foi registrado no fim de semana pela PM

Dois irmãos foram mortos a tiros em uma residência ao serem perseguidos na Vila Arquelau, em Uberaba. A mãe deles, que tentou impedir a morte dos filhos, também foi baleada de raspão na cabeça. 

O duplo homicídio aconteceu na madrugada do último domingo (08), onde, segundo informações de policiais militares e testemunhas, as vítimas Eduardo Fernando Silva Rosa, de 24 anos, e Railson Ramos Silva Pereira, de 17 anos, estavam em casa, na rua Maria Abadia Silva, no bairro na Vila Arquelau, acompanhados da mãe. Em determinado momento, um suspeito que portava arma de fogo e usava roupas escuras e uma touca tipo “ninja” de cor verde escura chegou no bar do padrasto das vítimas, que é anexo à residência, e perguntou onde estava o “Dudu”.

O padrasto disse que Eduardo estava na residência e o homem invadiu o imóvel, percebeu que a vítima estava na sala e realizou vários disparos. Nesse momento, a mãe dos jovens tentou segurar o homem e a vítima. Eduardo, que foi atingido pelas costas, saiu correndo e caiu ferido na rua Agosto. Em seguida, o acusado tentou persegui-lo, mas foi contido pela mãe das vítimas, que tentou impedir a morte do filho. O acusado realizou mais um disparo, que atingiu de raspão na cabeça da mulher e a face de Railson, estava no quarto e saiu para defender a mãe que brigava como criminoso. Após balear os dois jovens e a mulher de “raspão”, o homem fugiu sentido a rodovia Ligação 798 e não foi mais visto. 

Uma ambulância de Unidade de Suporte Avançado (USA do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) compareceu no local e a equipe médica constatou as mortes de Eduardo e Railson. O local foi isolado pela Polícia Militar e o perito criminal Fabiano Rodrigues Sarmento, da perícia técnica da Polícia Civil, realizou os trabalhos técnicos. Em seguida, os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal (IML), onde passaram por necropsia e na manhã de domingo (08), liberados para os familiares fazerem velório e sepultamento. 

 

Passional – Segundo informações de testemunhas, horas antes do crime a vítima Railson foi até um bar na rua Agosto e discutiu com um homem que é companheiro da mulher que trabalhava com ele vendendo verduras no bairro. O suspeito foi abordado pela PM em uma chácara na comunidade rural São Basílio e negou envolvimento com o crime. A polícia não descarta a possibilidade de o crime ter sido passional.  O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias