PMU
QUANDO MENOS ESPERA

QUANDO MENOS ESPERA, A GENTE VAI EMBORA

Paulo Nogueira

Reflexões

ReflexõesArtigos diários

12/09/2019 06h00
Por: Redação

A GENTE VAI EMBORA e fica tudo aí, os planos a longo prazo e as tarefas de casa, as dívidas com o banco, que nunca acaba, as amizades sinceras. A GENTE VAI EMBORA sem sequer guardar as comidas na geladeira, tudo apodrece, a roupa fica no varal.

A GENTE VAI EMBORA, se dissolve e some toda a importância que pensávamos que tínhamos, trabalhamos a vida toda, demos o melhor de nós em todos os sentidos e nunca tivemos um mínimo de reconhecimento, pelo menos para passar para frente o que aprendemos e realizamos, ou seja, nossas experiências. A vida continua, as pessoas superam e seguem suas rotinas normalmente. O ser humano tem valor e respeito enquanto não atinge seus 60 anos, depois, “tudo bem?”, aposentou ?, sumiu heim ?..e daí por diante. Mas A GENTE VAI EMBORA com o dever cumprido. Vivemos uma Justiça trabalhista morosa, que nos trouxe tanta tranquilidade no passado, hoje, haja paciência para esperar que seus direitos sejam pagos. As vezes A GENTE VAI EMBORA e deixa para trás tudo que tinha direito de receber, ou seja, o fruto de seu suor no trabalho.

Hoje, chegamos ao absurdo ao ouvir na TV, um Procurador da Justiça de Minas Gerais dizer que seu salário de 24 mil reais mensais é uma merreca. A GENTE VAI EMBORA e pensava nunca ouvir isso. A GENTE VAI EMBORA e o mundo continua caótico, como se a nossa presença ou ausência não fizesse a menor diferença. Na verdade, não faz. Somos pequenos, porém, prepotentes e sempre honestos. Vivemos nos esquecendo de que a morte anda sempre à espreita. A GENTE VAI EMBORA, pois é. É bem assim: Piscou, a vida se vai. O cachorro é doado e se apega aos novos donos. A GENTE VAI EMBORA e somos rapidamente substituídos no cargo que ocupávamos na empresa. Hoje o que se vê é sempre alguém levando vantagem em todos os sentidos, quem é honesto pena. As coisas que sequer emprestávamos são doadas, algumas jogadas fora.

Quando menos se espera, A GENTE VAI EMBORA. Aliás, quem espera morrer? Se a gente esperasse pela morte, e não sofresse tanto, se a gente vivesse melhor, com mundo sem roubos e políticos corruptos, se tivéssemos um tratamento digno quando necessitarmos de uma assistência médica para nossa saúde. Talvez a gente colocasse nossa melhor roupa hoje, e fosse no cinema ou em alguma festa. Talvez a gente esperasse mais dos outros, de amigos, as vezes principalmente de pessoas da família, mas o que realmente acontece e sempre o contrário. Se a gente esperasse pela morte, talvez perdoasse mais, risse mais, saísse à tarde para curtir a natureza, talvez a gente quisesse mais tempo e menos dinheiro.

Quem sabe, a gente entendesse que não vale a pena se entristecer com as coisas banais, ouvisse mais música e dançasse mesmo sem saber. O tempo voa.  A partir do momento que a gente nasce, começa a viagem veloz com destino ao fim - e ainda há aqueles que vivem com pressa!  Sem se dar o presente de reparar que cada dia a mais é um dia a menos, porque A GENTE VAI EMBORA o tempo todo, aos poucos e um pouco mais a cada segundo que passa. O QUE VOCÊ ESTÁ FAZENDO COM O POUCO TEMPO que lhe resta?! Que possamos ter cada dia melhor e que saibamos reconhecer o que realmente importa, nessa passagem pela Terra, até porque, todo nós temos a nossa missão aqui, e quando for cumprida, A GENTE VAI EMBORA.

 

Paulo Nogueira - Jornalista - Membro da Associação Brasileira de Jornalismo Científico

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias