Domingo, 24 de Outubro de 2021
(34) 99869-4433
Política Política

Diretor confirma algumas suspeitas investigadas pela CPI da Cemig

Diretor confirma algumas suspeitas investigadas pela CPI da Cemig

22/09/2021 04h00
Por: Redação
Luiz Fernando de Medeiros Moreira prestou depoimento nesta segunda-feira na condição de testemunha - Foto: TV Assembleia/Reprodução
Luiz Fernando de Medeiros Moreira prestou depoimento nesta segunda-feira na condição de testemunha - Foto: TV Assembleia/Reprodução

O setor de Compliance, Riscos Corporativos e Controles Internos da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) não repassou ao Conselho Fiscal ou a qualquer outro órgão interno da estatal nenhuma informação acerca dos contratos firmados em descumprimento às regras internas da própria empresa. A informação foi do diretor adjunto da área, Luiz Fernando de Medeiros Moreira, em depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) aberta na Assembleia Legislativa de Minas Gerais para investigar irregularidades em contratos firmados pela estatal sem licitação.

Entre as contratações supostamente irregulares estão a do atual diretor de Regulação e Jurídico da Cemig, Eduardo Soares. Ele é ex-sócio do escritório de advocacia Lefosse, também contratado pela Cemig e alvo de uma investigação do Ministério Público de Minas Gerais. 

Inicialmente, Moreira disse que a contratação de Eduardo Soares cumpriu todos os requisitos da empresa. Em seguida, afirmou que, em um primeiro momento, a contratação dele foi negada. 

Também foram apontadas pelos deputados supostas irregularidades na contratação do próprio presidente da companhia, Reynaldo Passanezi, que foi conselheiro da ISA CTEEP, empresa colombiana ISA como uma de suas sócias. Já a ISA é sócia da Taesa juntamente com a Cemig e, atualmente, a companhia mineira tem um processo aberto para a venda de sua participação na Taesa e a ISA tem preferência na compra por ser a segunda maior acionista. Além disso, Passanezi seria sócio de um ex-diretor da Cemig em uma empresa de consultoria, mas o depoente não sabia da relação.

 

Diretor confirma pedido de sala para um ex-secretário - Outro ponto questionado pelos deputados ao diretor adjunto foi sobre uma sala dentro da sede da Cemig destinada ao ex-secretário de governo de Minas e proprietário da empresa de telemarketing AeC, Cássio Rocha Azevedo. Moreira não confirmou a existência da sala, mas confirmou que houve um pedido do presidente Reynaldo Passanezi para que fosse feito um parecer sobre a possibilidade de reserva de uma sala, ao que o setor de Compliance se posicionou negativamente.

A CPI da Cemig também investiga a relação da Cemig com a AeC. A empresa de telemarketing tinha contrato com a Cemig até 2020, perdeu uma licitação para a empresa Audac por uma diferença de R$ 500 e teve seu contrato prorrogado até 2021. Já em 2021, a Audac teve o contrato com a Cemig suspenso, e a estatal firmou um contrato de parceria com a IBM por um valor superior a R$ 1 bi e, a IBM subcontratou a AeC.

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Uberaba - MG
Atualizado às 08h33 - Fonte: Climatempo
19°
Chuva fraca

Mín. 17° Máx. 30°

19° Sensação
19 km/h Vento
94% Umidade do ar
80% (18mm) Chance de chuva
Amanhã (25/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 29°

Sol com muitas nuvens e chuva
Terça (26/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 19° Máx. 31°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias