Quarta, 08 de Dezembro de 2021
18°

Poucas nuvens

Uberaba - MG

Cidade Moreno Pet

Manequins tecnológicos intensificam ensino da Medicina Veterinária no interior de SP

Manequins tecnológicos

16/10/2021 às 04h00
Por: Redação
Compartilhe:
Manequins tecnológicos intensificam ensino da Medicina Veterinária no interior de SP

A Unifeob sempre alia o melhor da tecnologia com metodologias ativas, de forma a oferecer uma aprendizagem significativa. Na Medicina Veterinária, um dos cursos superiores mais tradicionais de toda a região de São João da Boa Vista (SP), os estudantes podem colocar o conhecimento em prática, desde o primeiro módulo, com manequins eletrônicos.

“A gente substitui os animais vivos pelos simuladores para que os alunos aprendam a conter o paciente, fazer exame ortopédico, intubar, fazer massagem cardiorrespiratória, tudo sem causar estresse em um animal vivo”, explica a professora Maryna Lança.

Segundo ela, tais equipamentos garantem benefícios também aos futuros veterinários. “Uma das principais vantagens é o desenvolvimento sem medo de errar ou machucar o animal. A evolução de cada estudante, em cada procedimento proposto, é muito maior”, afirma.

Em toda a região, a Unifeob é o único centro universitário a disponibilizar tais simuladores – um dos fatores que resultam no reconhecimento da excelência dos profissionais formados na instituição.

Ao todo, são 30 membros para tala e bandagem; 10 manequins para auscultação, exame ortopédico e avaliação cardiorrespiratória; seis membros para coleta de sangue; além de materiais de instrumentação, paramentação e manequins de contenção e posicionamento de pacientes para procedimentos cirúrgicos.

 

Aprendizado na prática

A estrutura do Hospital Veterinário Unifeob garante também o desenvolvimento de práticas individuais e em grupos para melhor aproveitamento das aulas. “Podemos treinar várias vezes um procedimento com calma, podendo aprender e pegar prática”, conta a estudante Marcela Nozawa.

De acordo com a professora Maryna, o uso dos simuladores não exclui o contato dos estudantes com os animais vivos, que já acontece desde o início do curso. Contudo, os primeiros procedimentos são executados nos manequins.

“Uma das primeiras aulas é com os simuladores, na qual eles aprendem sobre contenção e posicionamento do paciente. Isso é importante porque alguns têm muito contato com grandes animais, mas nunca contiveram um cão ou um gato, e vice-versa”, relata.

Para Marcela, a estrutura da Unifeob é o grande diferencial. “Ainda mais na Medicina Veterinária, precisamos de atividades assim para desenvolver nossas habilidades; o mercado precisa disso. O contato com a prática a partir do primeiro módulo traz uma carga de experiência sensacional. Isso com certeza faz a diferença”, garante.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Marcos Moreno
Marcos Moreno
Sobre Sou Marcos Moreno, comunicador com vários anos dedicados ao trabalho de colunista e assessor de imprensa. Há alguns anos com trabalho na mídia impressa e eletrônica voltado para os animais, notadamente pets.
Uberaba - MG Atualizado às 06h11 - Fonte: ClimaTempo
18°
Poucas nuvens

Mín. 16° Máx. 31°

Qui 33°C 16°C
Sex 34°C 17°C
Sáb 35°C 18°C
Dom 34°C 20°C
Seg 30°C 23°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Anúncio
Enquete
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias