Coluna

Política

Cláudio Humberto

Cláudio Humberto

Cláudio HumbertoCláudio Humberto Rosa e Silva é um jornalista brasileiro, colunista e editor-chefe do Diário do Poder, responsável pela ascensão de Fernando Collor de Mello no cenário político nacional. Sua coluna é reproduzida em jornais de todo o Brasil.

21/09/2019 06h00Atualizado há 3 meses
Por: Redação

“Foi aprovado um texto que melhorou o texto inicial da Câmara”

Deputado Rodrigo Maia mudando outra vez de ideia sobre o Fundão Sem Vergonha.

 

Bolsonaro percebe que Bezerra Líder pega mal 

Eleito sob a promessa e após uma trajetória política de combate à corrupção, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) não pode tolerar que seu governo tenha como Líder no Senado um político acusado pela Polícia Federal de receber propinas de mais de R$5,5 milhões. E há ainda outros casos em que figura como suspeito ou acusado. “O presidente já percebe que ter Bezerra como líder pega mal”, disse um general com gabinete no Planalto, entre tantos que nunca entenderam essa escolha.

 

À própria disposição

Em público, o Líder suspeito “colocou o cargo à disposição”, mas em particular passou o dia articulando sua permanência.

 

Fofoca como arma

Bezerra mandou aliados espalharem a fofoca de que a busca em seu gabinete teria sido retaliação à ameaça de demissão do diretor da PF.

 

Onyx, o padrinho

Foi de Onyx Lorenzoni (Casa Civil) a ideia de fazer Bezerra Líder do Governo. Bolsonaro foi fiel ao estilo “dar carta branca” aos ministros.

 

Coçando a testa

A eventual demissão de Bezerra pode ser o pretexto para Onyx sair do governo também. Até porque já não tem muito a fazer na Casa Civil.

 

Acordo beneficiava aliado do MPF contra Gilmar

Ao anular acordo nos Estados Unidos que reservava R$2,6 bilhões à força-tarefa da Lava Jato, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, chamou atenção para um trecho, também vetado, destinando R$1,4 bilhão a acionistas minoritários da Petrobras. Intrigou o STF a curiosa coincidência: acionistas majoritários são clientes do escritório do jurista Modesto Carvalhosa, aliado do procurador Deltan Dallagnol e da Lava Jato nas críticas ao ministro Gilmar Mendes.

 

Aliados tácitos

Dallagnol e colegas da Lava Jato sempre criticaram Gilmar Mendes e Carvalhosa até ingressou com pedido de impeachment do ministro. 

 

Montanha de dinheiro

O acordo previa para acionistas minoritários, que ajuizaram ações no Brasil, 50% dos US$682,56 milhões da indenização definida nos EUA.

 

Tudo errado

Na decisão que redirecionou os R$2,6 bi para preservar a Amazônia e Educação, Alexandre de Moraes foi contundente contra a força-tarefa.

 

Terceiro grau

Quem põe a mão no fogo pode ser queimar. Caso do presidente do Senado, Davi Alcolumbre, que agora exige explicações do STF sobre as investigações policiais contra o líder do governo Fernando Bezerra. 

 

Vê quem quer

Dados do Instituto de Segurança Pública mostraram queda de 21,5% no número de homicídios no Rio de Janeiro entre janeiro e agosto. Mas nas manchetes só se vê aumento no número de mortes dos bandidos.

PODER SEM PUDOR

Desafio de araque

Coronel Chico Heráclito, de Limoeiro, sabia jogar pesado naquele Pernambuco dos anos 1960. Certa vez, reza a lenda, ele foi desafiado para um duelo pelo líder das Ligas Camponesas, Francisco Julião. Chico Heráclito aceitou o confronto, mas fez exigências: “Topo, mas impondo condições. O local será em Limoeiro e as armas serão estas: eu entro com as patas, e o Julião com os chifres.”

 

Com André Brito e Tiago Vasconcelos

www.diariodopoder.com.br

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias