Terça, 25 de Janeiro de 2022
24°

Nuvens esparsas

Uberaba - MG

Agronegócio agronegócio

Boi gordo: preços começam a reagir com oferta se ajus-tando a novo padrão

Boi gordo: preços começam a reagir

07/11/2021 às 04h00
Por: Redação
Compartilhe:
Em São Paulo, a referência para a arroba do boi ficou em R$ 261 na modalidade a prazo, contra R$ 257 no último fecha-mento
Em São Paulo, a referência para a arroba do boi ficou em R$ 261 na modalidade a prazo, contra R$ 257 no último fecha-mento

O mercado físico de boi gordo registrou preços de estáveis a mais altos nesta quinta-feira. Segundo o analista Fernando Henrique Iglesias, da consultoria Safras & Mercado, os preços começaram a reagir em muitas praças de comercialização, com o volume de animais ofertados passan-do a se adequar a uma nova realidade em termos de demanda, mais fo-cada no mercado doméstico.

“Os danos provocados pela ausência da China na ponta importadora se-guem presentes no dia a dia do mercado, com prejuízos tanto para cria-dores como para frigoríficos. No caso da indústria, os prejuízos vêm na forma de aumento da capacidade ociosa, somado ao custo de manuten-ção dos estoques. Para o pecuarista a manutenção dos animais nos confinamentos, somado ao alto custo de nutrição em meio a forte queda dos preços resultou em um prejuízo que oscila entre R$ 500 a R$ 1.000 por cabeça, conforme a região”, apontou Iglesias.

Com isso, em São Paulo, Capital, a referência para a arroba do boi ficou em R$ 261 na modalidade à prazo, contra R$ 257. Em Goiânia (GO), a arroba teve preço de R$ 240,00, inalterada. Em Dourados (MS), a arroba foi indicada em R$ 262,00, estável. Em Cuiabá, a arroba ficou indicada em R$ 245, contra R$ 243. Em Uberaba, Minas Gerais, preços a R$ 257 por arroba.

 

Atacado - O mercado atacadista também apresenta sinais de firmeza. O ambiente de negócios passa a sugerir espaço para alta dos preços, mesmo que de modo comedido, principalmente nos cortes do dianteiro bovino, aqueles que sofreram as quedas mais intenso desde o início do embargo à ex-portação de carne bovina do Brasil para a China, de acordo com a Safras & Mercado.

“De qualquer maneira ainda há um grande volume de carne bovina esto-cada em câmaras frias aguardando um posicionamento por parte da China. A preocupação é que esse estoque precise ser disponibilizado no mercado interno caso demore ainda mais para a retomada das exporta-ções”, alertou o analista.

Assim, o quarto traseiro ainda é cotado a R$ 20,40 por quilo. Quarto dian-teiro permanece no patamar de R$ 13,30 por quilo. Ponta de agulha ain-da é precificada a R$ 13 por quilo.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberaba - MG Atualizado às 19h27 - Fonte: ClimaTempo
24°
Nuvens esparsas

Mín. 18° Máx. 30°

Qua 31°C 18°C
Qui 30°C 18°C
Sex 31°C 19°C
Sáb 30°C 20°C
Dom 29°C 19°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Anúncio
Enquete
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias