Cria Criança
“Muralha”

Operação da PC prende integrantes de facção criminosa em Uberaba

Houve prisões de mais 36 pessoas

04/10/2019 06h00Atualizado há 1 semana
Por: Redação
Casal foi preso na operação Muralha, da Polícia Civil - Foto: Juliano Carlos
Casal foi preso na operação Muralha, da Polícia Civil - Foto: Juliano Carlos

 

Juliano Carlos

Um casal uberabense foi preso durante a operação “Muralha”, da Polícia Civil, que resultou nas prisões de mais 36 pessoas.  

A maior operação de combate ao Crime Organizado este ano ocorreu em 10 cidades mineiras e duas paranaenses e teve início há sete meses na cidade de Montes Claros, quando os policiais descobriram que detentos publicaram uma carta mostrando a insatisfação da troca de diretores da penitenciária de Francisco de Sá.

Segundo a PC, nessa carta os detentos ameaçavam agentes de segurança pública e ordenavam ações criminosas dentro dos presídios.

De acordo com o delegado Alberto Tenório, os investigados pertencem a uma facção criminosa que comanda ataques de vários presídios do país.  Os policiais cumpriram mandados de busca e apreensão e prisões nas cidades mineiras de Buritizeiro, Francisco Sá, Jaíba, Montes Claros, Patrocínio, São João do Paraíso, Uberlândia e Uberaba, além das cidades de  Cruzeiro do Oeste e Umuarama no Paraná. 

Ainda segundo Tenório, durante as investigações foi apurado que os bandidos roubaram cinco caminhões de fertilizantes em Uberaba, sendo que essa carga era avaliada em mais de R$ 5 milhões. Ele relatou, ainda, que as investigações continuam para prender os acusados de receptação dessa mercadoria. “Vamos continuar os trabalhos para prender os acusados de receptação dessa carga avaliada em mais de R$ 5 milhões em Uberaba”, finalizou Tenório. 

Em Uberaba foram presos J.F.L.F., de 28 anos, em uma casa na rua Cinco, no Residencial 2000, e R.C.F.C., também de 28 anos, em uma casa na rua Núncio Bordon, no Parque dos Girassóis.   

Segundo o delegado de Polícia Civil Gustavo Anay, com eles foram apreendidos aparelhos celulares, que serão periciados. A autoridade policial disse, ainda, que eles vão responder por roubo, tráfico de drogas, associação criminosa, dentre outros crimes. 

Após serem presos, os acusados foram levados para a delegacia de Polícia Civil, onde tiveram os mandados de prisões cumpridos pelo delegado de plantão Carlos Eduardo Gessy. Na tarde de ontem J. e R, foram encaminhados para a Penitenciária Professor Aluízio Ignácio de Oliveira, em Uberaba, onde permanecem à disposição da Justiça.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias