Coluna

Política

Cláudio Humberto

Cláudio Humberto

Cláudio HumbertoCláudio Humberto Rosa e Silva é um jornalista brasileiro, colunista e editor-chefe do Diário do Poder, responsável pela ascensão de Fernando Collor de Mello no cenário político nacional. Sua coluna é reproduzida em jornais de todo o Brasil.

11/10/2019 06h00
Por: Redação

“Sem Luciano Bivar e o PSL, não haveria Bolsonaro presidente”

Senador Major Olímpio (PSL-SP) sobre o ataque do presidente a seu próprio partido

 

PSL pede a Bolsonaro ‘a dignidade de se desfiliar’

Lideranças do PSL esperam que o presidente Jair Bolsonaro “tenha a dignidade de apresentar sua desfiliação”, após atacar a sigla, que para ele “já era”, e seu presidente Luciano Bivar. Políticos como o senador Major Olímpio (SP) lembram que presidente do PSL deu a mão a Bolsonaro quando todos lhe davam as costas. Bivar até se licenciou da presidência para Bolsonaro mandar à vontade no PSL, na campanha. O partido deve o crescimento a Bolsonaro, que lhe deve a candidatura.

 

Tiro no passado e no futuro

Bolsonaro humilhou o único partido que lhe garantiu a candidatura. E o partido, ao lado do Novo, que apoia seu governo 100% no Congresso.

 

Solidariedade não tardou

Na segunda (8) da humilhação pública, Bivar foi aplaudido durante discurso em jantar com a bancada do PSL e o ministro Sérgio Moro.

 

Meu partido sou eu

Bolsonaro nunca teve apreço por partidos políticos. Seu partido é ele próprio. O PSL é a oitava agremiação da carreira do presidente.

 

Desdém com apoio se paga

Bivar está tonto com o desdém de Bolsonaro. “Ele abandonou o PSL”, diz, “mas o PSL não abandonará o apoio às propostas do governo”.

 

Desmatamento cai 40,5%, mas não vira notícia

Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) confirmam queda de 40,54% no desmatamento na Amazônia Legal entre julho e setembro, mas esse resultado não foi divulgado. Foram desmatados 1.341,12 quilômetros quadrados em setembro, contra 2.255,31 em julho, auge da “comoção” mundial, com aproveitamento oportunista de figuras como o francês Emmanuel Macron, que até publicou fotos de 20 anos atrás para espalhar fake news sobre “Amazônia em chamas”.

 

O que é bom, esconde

As ações dos governos federal e estaduais foram responsáveis pela queda vertiginosa do desmatamento, ignorada pelo noticiário.

 

Queda de 57,2% no cerrado

Segundo o INPE, o desmatamento no cerrado caiu de 428,63 km2 em julho para 183,6 quilômetros quadrados em setembro: queda de 57,2%.

 

Números oficiais

Os dados são do Deter, sistema utilizado pelo INPE para fazer o monitoramento em tempo real de desmatamento e focos de incêndio.

 

Com a cara no chão

Após o ministro Luís Roberto Barroso avisar ontem que são graves as alegações contra o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), devem acabar com a cara no chão os senadores que deram o vexame de pressionar o Supremo Tribunal Federal contra as investigações.

PODER SEM PUDOR

Separados pela língua

Quando se filiou ao PTB, após ser derrotado para vereador na capital gaúcha, Cristopher Goulart, neto do ex-presidente João Goulart, alfinetou a prima, num encontro em Porto Alegre: “Se meu avô Jango estivesse vivo, não estaria no PDT porque era o partido de Brizola.” A deputada estadual Juliana Brizola (PDT-RS) retrucou, incorporando o espírito do avô: “Não posso dizer em que partido meu tio-avô Jango estaria, mas com certeza não seria no partido do Roberto Jefferson.”

Com André Brito e Tiago Vasconcelos

www.diariodopoder.com.br

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias