Cria Criança
Convênio

Assinado convênio de transferência de gestão da Ceasa para a Prefeitura de Uberaba

Medida, por intermédio da Sagri, tem duração de 20 anos

11/10/2019 06h00
Por: Redação
Prefeito Paulo Piau e presidente da Ceasa Minas, Guilherme Brant assinam convênio de transferência da Ceasa -Foto: André Santos/PMU
Prefeito Paulo Piau e presidente da Ceasa Minas, Guilherme Brant assinam convênio de transferência da Ceasa -Foto: André Santos/PMU

O prefeito Paulo Piau e o secretário municipal do Agronegócio Luiz Carlos Saad assinaram o contrato de comodato da Ceasa Uberaba ontem junto ao presidente da Ceasa Minas, Guilherme Brant. O convênio transfere a gestão da Ceasa Uberaba para a Prefeitura, por intermédio da Sagri, por 20 anos, sendo renovável de cinco em cinco anos.

De acordo com o prefeito, a assinatura vinha sendo muito aguardado há mais de dois anos. “É assunto importante para nós. Temos a garantia que todo o processo será produtivo, sobretudo para os médios e pequenos produtores priorizando também a agricultura familiar, que merece atenção”, enfatiza Piau. 

O diretor-presidente da Ceasa Minas, Guilherme Brant, destacou que a assinatura do convênio nesta quinta representa construção que vem de longa data entre o Ceasa Minas e a Prefeitura de Uberaba, no sentido de legitimar e dar normativa mais adequada à unidade no Município. “A gente entende que Uberaba necessita que o nosso entreposto seja bem gerido, bem cuidado e temos toda certeza que a Prefeitura, com o apoio dos seus servidores, vai realizar o melhor trabalho possível em prol do produtor rural, do comerciante e do abastecimento da região no entorno da cidade”, ressalta Brant.

Para o titular da Sagri, Luiz Carlos Saad, a assinatura do comodato é um marco para o agronegócio de Uberaba, principalmente a agricultura familiar. “Hoje conseguimos juridicamente costurar essa questão. O Ceasa vai continuar conosco, dando apoio técnico e jurídico pertinente à distribuição de alimentos para o atacado”, explica Saad. 

O secretário explica que o próximo passo é registrar o contrato junto ao conselho do Ceasa, produzir o plano de trabalho da unidade de Uberaba e transferir a gestão para a Secretaria. “Esse processo deve durar de dois a três meses, e então vamos fazer os investimentos necessários para melhorar o nosso Ceasa. A partir desse contrato, a fiscalização será feita com mais rigor na qualidade do produto comercializado em Uberaba”, relata. 

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias